A norte-americana Siemens Digital Industries Software e a alemã EOS North America anunciaram a expansão de sua parceria, que poderá melhorar a eficiência e a lucratividade da manufatura aditiva industrial, estimulando a sua adoção em diversos setores.

 

Segundo informações da Siemens, a parceria entre as empresas começou em 2016, quando a EOS integrou seu software EOSPRINT ao NX da Siemens, e desde então vem sendo ampliada. Com o acordo mais recente, a alemã poderá revender as soluções de software da Siemens para manufatura aditiva (MA) industrial – as quais fazem parte do portfólio Xcelerator – em suas máquinas e os clientes terão os benefícios de preparação e otimização de construção, além de conectividade com projeto (processos upstream) e produção (processos downstream).

 

De acordo com a norte-americana, este é um grande negócio, tendo em vista que a EOS é um grande fornecedor de equipamentos para impressão 3D industrial de metais e polímeros. Para Andrew Snow, vice-presidente sênior da EOS, “A possibilidade de oferecer aos nossos clientes uma combinação do software de MA da Siemens nas máquinas é um passo importante para a industrialização da manufatura aditiva para produção em escala ainda maior”.

 

A integração do software NX AM (Siemens) com o software de gerenciamento de trabalho e processo EOSPRINT 2 (EOS) permite aos usuários gerar arquivos de construção diretamente no NX, definindo material, conjuntos de exposição e valores de compensação de feixe, entre outras variáveis. Os usuários também podem obter visualizações do padrão de hachura camada por camada de suas partes impressas antes de gerar os arquivos para EOSPRINT. 

 

No blog da companhia é possível assistir um vídeo que mostra a integração. Além dessa integração entre softwares, a EOS começará a revender o software de preparação de construção NX AM e AM Build Optimizer para orientação de peças e otimização da estrutura de suporte para clientes de manufatura aditiva de metal.

 

Aaron Frankel, vice-presidente do Programa de MA da Siemens, comentou que “Com este acordo, podemos melhorar consideravelmente a eficiência e a lucratividade da fábrica com MA. Em vez de fornecer apenas a preparação da construção para apenas uma máquina, os clientes agora têm um processo unificado upstream para transformar o projeto, e um processo downstream para a produção da fábrica MA de alto volume”. Para Frankel, o sistema unificado é fundamental para o avanço da manufatura aditiva industrial.

 

(Foto: Siemens)

#siemens #additivemanufacturing #manufaturaaditiva #eos



Mais Notícias CCM



Cursos on-line do setor metalmecânico. Agenda começa em julho.

A ABM promove treinamentos cuja programação inclui conteúdo sobre estampagem, laminação, trefilação e aplicação de inteligência artificial (IA) em processos siderúrgicos.

15/07/2024


Conformação rotativa pode tornar viáveis as células a combustível

O Instituto Fraunhofer de Máquinas-Ferramenta e Tecnologia de Conformação (IWU) anunciou o desenvolvimento de um sistema rotativo para estampagem das finíssimas chapas metálicas usadas na montagem de placas bipolares que compõem as células a combustível. A novidade poderá reduzir os custos de produção dessas células, com impacto no mercado da mobilidade elétrica, tendo em vista que elas substituem as baterias.

15/07/2024


Prensas dobradeiras hidráulicas

Empresa brasileira comercializa prensas dobradeiras hidráulicas com força de 1.500 toneladas fabricadas em Portugal.

15/07/2024