Em 2022 o Brasil produziu 80 milhões de toneladas de lixo, e somente 4% de todo esse volume foram reciclados. Os dados são da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe) e apontam para um cenário preocupante, mas propício à criação de projetos e incentivos à reciclagem, a exemplo do crédito sustentável gerado a partir dessa atividade, como vai fazer a B4, bolsa de ação climática pioneira, com sede em São Paulo (SP).

 

Quando a gente pensa nos 4% de lixo que são reciclados, muitas vezes não paramos para refletir sobre os outros 96%, que são destinados para lixões a céu aberto, ou mesmo descartados em locais inadequados, prejudicando o meio ambiente e a economia do País”, diz Odair Rodrigues, fundador e CEO da B4.

 

A reciclagem, além de beneficiar a natureza, também é uma fonte de renda para cerca de 800 mil pessoas que sobrevivem catando esse tipo de resíduo no Brasil. O levantamento que mostra esse número é do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR).

 

A B4 tem a missão de ajudar empresas que querem impactar positivamente o meio ambiente por meio de suas ações, ajudando cada uma delas em toda a jornada de sustentabilidade. Quando falamos em reciclagem é a mesma coisa: sabemos da necessidade desta atividade tanto para o meio ambiente quanto para as pessoas que atuam neste setor, sejam eles agentes catadores ou empresas que apoiam essas atividades. Pensando nisso, nós estamos criando em nossa plataforma, um crédito sustentável gerado a partir da reciclagem, que será comercializado em troca da compensação das emissões de CO2 por outras empresas”, anunciou Odair.

 

Aprovação do PL que beneficia o setor da reciclagem

 

Além deste crédito, o CEO da B4 ainda garante que a plataforma vai contar com um espaço voltado para o setor de reciclagem, auxiliando na geração, certificação e comercialização dos créditos.

 

Beneficiar esse setor é uma tendência que, felizmente, tem começado a ficar mais evidente, principalmente depois da aprovação do PL 4035/21”. O projeto de lei foi aprovado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados, no início de abril, e autoriza indústrias a se beneficiarem com o recebimento de créditos de PIS/Cofins na compra de materiais recicláveis e até mesmo de sucatas. Do lado do catador e das cooperativas de catadores de recicláveis, a medida prevê a isenção do pagamento desses tributos.

 

Vejo com otimismo a aprovação deste projeto de lei, e torço para que siga sendo aprovado pelo senado e pelo presidente da República, para que a reciclagem seja incentivada e impulsionada no Brasil. Nós sempre falamos da necessidade da união do poder público, privado e da sociedade em prol de um meio ambiente protegido e seguro, e vejo que na atividade da reciclagem essa união tem começado a surgir, especialmente com esse projeto de lei vindo do poder público,a criação pela B4 de um crédito sustentável gerado por meio da reciclagem, e a conscientização das pessoas para a separação do lixo reciclável”, concluiu Odair.

 

A B4 é uma bolsa de ação climática lançada em 2023, que já alcançou números que indicam um mercado de carbono aquecido e a necessidade de apoio às empresas que estão buscando reduzir suas emissões de gases do efeito estufa. No geral, o trabalho consiste em desenvolver um projeto de ação climática para que as empresas consigam alcançar as suas metas sustentáveis.

 

A empresa já soma mais de 15,8 milhões de toneladas de crédito de carbono que estão em análise para serem listadas em sua plataforma. Mais de 1.800 empresas procuraram a B4 no período de novembro de 2023 a meados de janeiro deste ano, para solicitar seu inventário de pegada de carbono. A empresa deve anunciar ainda no mês de maio a parceria com uma ONG voltada à reciclagem, reforçando o propósito e a missão da empresa em ser um braço que auxilia projetos em prol do meio ambiente.

 

 

 __________________________________________________________________________________

Assine a PI News, a newsletter semanal da Plástico Industrial, e receba informações sobre mercado e tecnologia para a indústria de plásticos. Inscreva-se aqui.

____________________________________________________________________________________

 

 

Imagem: B4

 

 

Leia também:

 

Na NPE: reciclados pós-consumo de grau alimentício.

 

Coletar 60 mil quilos de plásticos no Brasil é meta de empresas parceiras

 



Mais Notícias PI



Dow adquire a recicladora Circulus e aumenta a sua oferta de PCR

A aquisição da recicladora de polietileno Circulus vai adicionar 50 mil toneladas à oferta de materiais reciclados anualmente e faz parte da meta Transform the Waste 2030 da Dow.

02/07/2024


Empresas firmam acordo para estruturar redes de reciclagem

Gerenciar redes de reciclagem de resíduos gerados pela produção de cartões plásticos do Grupo UP no Brasil é o objetivo da eureciclo.

25/06/2024


Espectrômetro portátil analisa filmes multicamadas para fins de reciclagem

O trinamiX, da BASF, foi atualizado para fazer a identificação imediata de mais de 30 tipos de plásticos com base na espectroscopia de infravermelho próximo (NIR), para fins de reciclagem. Nova versão inclui filmes multimateriais.

25/06/2024