A Farcco Tecnologia (São Paulo, SP) estabeleceu uma parceria com a sueca VBN Components para a distribuição no mercado brasileiro das ligas de alta resistência ao desgaste Vibenite, desenvolvidas pela empresa sueca para uso em processos de manufatura aditiva (impressão 3D).

 

A parceria inclui representação comercial, suporte de engenharia e consultoria técnica para a aplicação da matéria prima em pó Vibenite AM e para os serviços de fabricação da VBN Components para o Brasil. Por meio da parceria, a indústria brasileira terá acesso à tecnologia de manufatura aditiva para produzir aços de altíssima resistência e também o metal duro fabricado por manufatura aditiva: o carboneto híbrido Vibenite 480.

 

Extremamente resistentes ao desgaste, os componentes fabricados com o material podem ser produzidos em unidades ou em lotes maiores, e o cliente pode adquirir os serviços de fabricação ou uma licença Vibenite para produzir localmente, em suas instalações no Brasil. “A empresas brasileiras estão muito interessadas na manufatura aditiva como parte das tecnologias facilitadoras da indústria 4.0. O objetivo da parceria com a VBN é aumentar, ainda mais, a adoção da manufatura aditiva por meio de suporte e assistência técnica, e ajudar no desenvolvimento de novos produtos, novas aplicações e novos centros de produção” afirmou Fabio Sant´Ana, diretor da Farcco.

 

Postiços para moldes

Para o setor de plásticos, uma aplicação potencial das ligas de alta resistência é a confecção de postiços para moldes contendo canais de resfriamento que acompanham a geometria das peças a serem moldadas, os chamados canais conformais (conformal cooling), que aumentam significativamente a eficiência dos sistemas de resfriamento e reduzem os tempos de ciclo na produção.

 

A empresa brasileira possui grande experiência nos mercados brasileiro e internacional de manufatura aditiva, distribuindo equipamentos e matéria prima, além de profundo conhecimento técnico dos equipamentos e processos utilizados para muitos materiais. Atua no desenvolvimento de novos processos de fabricação por meio de parcerias com os clientes, e tem colaborações com centros nacionais de tecnologia como Inmetro, HuBMA e muitas universidades.

 

A Farcco também participa ativamente dos comitês nacionais e internacionais de normalização ABNT, ASTM e ISO, que estabelecem normas técnicas e de qualidade para a manufatura aditiva. “Estou muito contente em formar essa parceria com uma empresa bem posicionada como a Farcco Tecnologia, que tem a capacidade de dar suporte aos nossos clientes da melhor forma. O Brasil tem muitos setores como energia, automotivo e mineração, que podem se beneficiar do aumento da vida útil dos componentes fabricados em Vibenite e a diminuição da pegada de carbono que eles oferecem”, comentou Johan Bäckström, CEO da VBN Components, que ganhou inúmeros prêmios de inovação, entre os quais o Prêmio Skapa, da fundação Alfred Nobel.

 

Foto: Shutterstock


 

Conteúdo relacionado:

 

Moldes impressos em 3D podem representar economia de até 90%

 

Uma rede de produção para a impressão 3D


 

#Farcco  #VBN   #ligasdealtaresistência   $#manufatura aditiva   #impressão3D



Mais Notícias PI



Centro técnico da Engel passa a ser equipado com injetora de alta capacidade

A fabricante austríaca de injetoras ampliou o seu centro técnico com a instalação de uma injetora de 55.000 kN de força de fechamento, desenvolvida com foco nas necessidades da indústria automobilística.

23/07/2024


Automação de baixo custo é o foco da nova unidade da Igus no Brasil

A empresa alemã inaugurou um centro de automação em Joinville (SC) para promover a disseminação do uso de sistemas robóticos em tarefas industriais.

05/07/2024


Empresas de extrusão buscam atualização tecnológica

Ênfase no atendimento ao setor de embalagens e interesse por tecnologias habilitadoras da indústria 4.0 são tendências entre as empresas que processam materiais plásticos usando o processo de extrusão.

01/07/2024