O Centro de Experiências Científicas e Digitais – onono – da Basf, um hub que tem por objetivo conectar e aproximar clientes, fornecedores, startups, colaboradores e universidades ao ecossistema de inovação do plástico, completou três anos de operação como sua primeira estrutura de cocriação e transformação digital na América do Sul.

 

No final do mês de março, a companhia realizou uma live com a presença de executivos e parceiros que já participaram de desafios e que usufruíram o hub, o qual se tornou um canal de relacionamento, como uma central de colaboração e produção de informação para o mercado, sempre com o olhar para o futuro, de acordo com o informativo divulgado à imprensa.

 

A companhia afirmou que desde 2019, o onono promoveu mais de 50 desafios em seu sistema de inovação aberta, envolvendo startups no desenvolvimento de protótipos de soluções para a Basf e para seus clientes como, por exemplo, para mobilidade agrícola, e-commerce, para produtos com redução de consumo de água, forecasting de matérias-primas, entre outras. E também se conectou a mais de 300 universitários em mentorias para ações como a criação de uma ferramenta de inteligência artificial para supply chain e a calculadora de emissões sustenBOT, da Fundação Espaço ECO, por exemplo.

 

O onono possui equipamentos de alta tecnologia, laboratórios de pesquisa e testes de produtos, possui conectividade, e capacidade para digitalização de processos e design.

 

Segundo Ornella Nitardi, gerente de inovação aberta e ecossistemas digitais para América do Sul da Basf, depois de um ano, todas as atividades do hub migraram para o universo digital, “com isso nos empenhamos em desafios de cocriação e realizamos mais de 200 webinars sobre temas diversos como economia circular, negócios e mercado, carreiras, procurando envolver os parceiros, clientes e especialistas. Contamos com a participação de mais de 50 mil pessoas em todas essas iniciativas e, agora, estamos promovendo os modelos híbridos para combinar o que há de melhor no virtual e no presencial, gerando mais conexões”.

 

O vídeo a seguir fala sobre a retomada das atividades do centro.

 

Com a retomada deste tipo de atividades, foram preparadas novidades no espaço físico do onono, como a Central de Economia Circular, que vai explorar soluções em reciclagem para a cadeia do plástico, um laboratório de impressão 3D para novas experiências em manufatura aditiva, e um media lab que permite ampliar os canais de comunicação, como seu canal no YouTube e o canal de podcast.

 

Foto: divulgação Basf



Mais Notícias PI



Injeção de plásticos assistida por gás

Wittmann desenvolve injetora que executa injeção assistida por gás e gera o próprio gás.

05/07/2024


Robô de 5 eixos para manipulação de produtos plásticos

Grupo francês desenvolveu um robô para automação de máquinas injetoras de até 900 toneladas de força.

05/07/2024


UCS realizará evento sobre materiais avançados em novembro

Eventos sobre tecnologia e novos materiais foram reorganizados tendo em vista a necessidade de reconstrução após as inundações que afetaram o Estado do Rio Grande do Sul.

04/07/2024