A partir do final do mês de novembro de 2021, o antigo Indac (Instituto Nacional para o Desenvolvimento do Acrílico) passou a se chamar Ilac (Instituto Latino-Americano do Acrílico). A mudança ocorreu devido à integração de empresas de países dessa região, que atuam no setor de acrílico e que desejam, como um de seus objetivos iniciais, a troca de informações e conhecimento sobre aplicações finais e o processamento dessa matéria-prima.

 

Na prática, o instituto segue com seu objetivo implementado desde sua fundação, em 2001, de promover o uso correto do poli(metacrilato de metila) (PMMA) – comumente chamado de acrílico –, além de difundir o conhecimento de suas propriedades e aplicações. O que muda, a partir de agora, é seu alcance. Consulte aqui nosso Guia de fornecedores de resinas termoplásticas para saber as empresas que disponibilizam esse material.

 

Segundo informe divulgado pelo, agora, Ilac, além das 30 empresas brasileiras associadas, juntam-se ao quadro as companhias Paolini, da Argentina, e a Formaplax, da Colômbia. A adesão da Plastiglas, do México, empresa que faz parte do grupo Unigel, está sendo estudada e poderá acontecer já em 2022. A ideia é de que, à medida que o instituto ganhe mais visibilidade fora do Brasil, novos associados filiem-se ao grupo.

 

De acordo com Marcelo Thieme, presidente do Ilac, o trabalho feito pelo, até então, Indac nos últimos 20 anos mostrou que a troca de conhecimento tende a promover de maneira natural a ampliação do uso do acrílico em diferentes projetos e aplicações. Assim, por meio dessa nova abrangência, os transformadores brasileiros terão acesso a informações de produtos e projetos feitos fora do País. “Essa é uma integração importante porque nos permitirá trocar experiências com empresários de outros países que possuem mercados mais maduros e já mais adaptados à forte concorrência asiática, como Argentina e Colômbia, por exemplo”, comentou Thieme.

 

Mais informações sobre a transição e metodologia para tal expansão, poderão ser obtidas em breve por meio das redes sociais e site do instituto. Para que não haja desencontros, o instituto ainda deverá usar os dois nomes em sua comunicação com o público, principalmente na Internet. Os que procurarem por Indac, por exemplo, serão direcionados automaticamente ao Ilac.

 

Mudança semelhante a esta, mediante a expansão do público atendido por um instituto brasileiro, ocorreu também no setor de materiais compósitos em que, por volta de 2011, a então Associação Brasileira de Materiais Compósitos (Abmaco) passou a ser a Associação Latino-Americana de Materiais compósitos, agora Almaco.


 

(Foto: divulgação Ilac)

#instituto #acrilico #pmma #ilac #indac



Mais Notícias PI



Polímeros biodegradáveis e de base biológica em aplicações de uso único

A Milliken se uniu à GO!PHA para impulsionar a adoção de PHA, polímero biodegradável de base biológica, em embalagens de uso único.

21/01/2022


Lançamento para o ramo do plástico inclui plataforma digital e serviços

Empresa divulgou pacote de recursos digitais para conectividade no chão de fábrica a ser comercializado no Brasil.

21/01/2022


Uma rede de produção para a impressão 3D

A EOS passou a gerir sua própria rede de parceiros em manufatura aditiva, que conecta empresas de diversos portes para produzir peças impressas em 3D em larga escala.

20/01/2022