Uma parceria entre a Solvay e a desenvolvedora de soluções de manufatura avançada 9T Labs AG, de Zurique (Suíça) poderá resultar em breve em uma técnica capaz de produzir peças em plástico reforçado com fibra de carbono (CFRP) processadas por manufatura aditiva (impressão 3D) e em larga escala.

 

O esforço conjunto permite que a tecnologia de manufatura aditiva inovadora do 9T Labs produza peças de baixo a médio volume para as indústrias aeroespacial, médica, de luxo/lazer, automação e para o setor de petróleo e gás. A Solvay se concentrará no desenvolvimento de poliéteretercetona reforçada com fibra de carbono (PEEK/CF), poliamidas de alto desempenho com base biológica reforçada com fibra de carbono e materiais compostos de sulfeto de polifenileno reforçado com fibras de carbono (PPS/CF). A parceria expande os portfólios de materiais simples e reforçados com fibra de carbono que a 9T Labs oferece atualmente aos seus clientes.

 

“Com o processo e equipamento inovadores da 9T Labs e os materiais termoplásticos de alto desempenho da Solvay, estamos bem posicionados para resolver problemas que há muito tempo atormentam os fabricantes em muitos setores que tentam usar compostos avançados, tais como altos custos incrementais, alto índice de geração de sucata e problemas de repetibilidade e rastreabilidade de grandes volumes”, explicou Marco Apostolo, diretor de tecnologia da Solvay. “Acreditamos que esta colaboração ajudará a resolver muitos desafios e abrirá mercados totalmente novos e aplicações de produção em massa para materiais reforçados com fibra de carbono (CFRP).”

 

A tecnologia de fabricação híbrida da 9T Labs, cuja plataforma é denominada Red Series, permite que peças estruturais de alto desempenho sejam produzidas em compósitos termoplásticos reforçados com fibra de carbono em volumes de produção que variam de 100 a 10.000 peças/ano. Ela combina a impressão 3D (que oferece liberdade de projeto e controle da orientação da fibra) com a moldagem por compressão em matrizes metálicas, proporcionando tempos de ciclo rápidos, altas taxas de produção, repetibilidade e reprodutibilidade ( R&R).


 

“Os metais ainda são predominantes na fabricação de peças estruturais porque as suas contrapartes em CFRP não têm custo competitivo”, acrescentou Giovanni Cavolina, cofundador e diretor comercial da 9T Labs. “A plataforma Red Series em combinação com os materiais recicláveis e de alto desempenho da Solvay mudará isso e tornará as peças em CFRP mais sustentáveis, acessíveis e com custo competitivo, especialmente em volumes maiores.”


 

Fotos (9T Labs): Aplicações dos novos materiais impressos em 3D em uma dobradiça para porta de helicóptero e em carcaça para relógio de pulso


 

Conteúdo relacionado:

 

Moldes impressos em 3D podem representar economia de até 90%

 

Impressão 3D sobre eixo rotativo simplifica a criação de peças cilíndricas



 

#RedSeries #fibradecarbono #compostos com fibra de carbono

®Red Series - uma marca registrada da 9T Labs AG.



Mais Notícias PI



Uma rede de produção para a impressão 3D

A EOS passou a gerir sua própria rede de parceiros em manufatura aditiva, que conecta empresas de diversos portes para produzir peças impressas em 3D em larga escala.

20/01/2022


Compósitos termoplásticos podem substituir componentes metálicos de baterias

O instituto espanhol Aimplas está desenvolvendo novos processos de transformação de compósitos termoplásticos que visam substituir a carcaça metálica das baterias de veículos elétricos.

20/01/2022


Máquinas de autoatendimento incentivam a reciclagem de embalagens

Mais dez unidades da chamada Retorna Machine são instaladas em pontos da cidade de São Paulo, pela Ambev e Triciclo-Ambipar, que incentiva a troca de embalagens pós-consumo por serviços e créditos.

19/01/2022