A desenvolvedora de sistemas para triagem e movimentação de materiais reciclados Stadler, com sede na Alemanha e subsidiária em São Paulo (SP), lançou recentemente uma plataforma digital voltada para o monitoramento em tempo real de dados provenientes de processos realizados no chão de fábrica. Ela foi projetada para trabalhos na área de reciclagem e é indicada para plantas industriais que processam plásticos.

Ambiente virtual voltado para o gerenciamento de processos de reciclagem em tempo real

O ambiente virtual é chamado de Service Data Cloud (SDC) e sua operação consiste no processamento de dados coletados por sensores instalados em máquinas e equipamentos industriais, assim como o armazenamento desses dados em sistema de nuvem. A partir daí, eles podem ser compartilhados entre departamentos da unidade fabril e/ou acessados de forma remota.

 

Segundo informações da empresa, o SDC pode ser conectado a sistemas de Internet Industrial das Coisas (IIoT) presentes em parques fabris de clientes para ampliar os canais de comunicação. Amela Sijaric, que atua na liderança da equipe responsável pelo gerenciamento da plataforma digital na Stadler explicou como isso funciona. 

 

“O SDC coloca o cliente e nosso departamento de assistência técnica em comunicação direta com as máquinas individuais na planta de triagem. Ele fornece informações valiosas sobre a operação e nos permite trabalhar de forma mais eficaz para resolver quaisquer problemas que surjam, para garantir que a planta continue operando em conformidade com os requisitos de reciclagem de materiais”.

 

Além disso, por meio da plataforma os usuários podem acessar bibliotecas digitais nas quais podem ser reunidos, por exemplo, arquivos contendo informações técnicas sobre máquinas e/ou processos, bem como documentos, tutoriais e catálogos de peças. Também podem ser solicitados serviços de assistência técnica in loco.

 

As ferramentas que compõem o sistema poderão ser ampliadas, conforme comentou Amela: “Estamos desenvolvendo novas funcionalidades como o gerenciamento de fluxo de volume e a análise de temperatura. Também estamos trabalhando para introduzir funções de monitoramento de operação e manutenção preventiva, o que reduzirá ainda mais o tempo de inatividade”.

 

Mais informações podem ser obtidas no site da empresa. Os guias presentes neste site fornecem dados técnicos sobre equipamentos de reciclagem de plásticos e softwares para trabalhos no chão de fábrica fornecidos no Brasil.

 

Imagem: Captura de tela mostra interfaces de uma plataforma digital voltada para o gerenciamento de operações de reciclagem em parques fabris, desenvolvida pela Stadler.

 

Conteúdo relacionado:

Logística reversa das embalagens de produtos de limpeza

Sistema de controle para plantas de reciclagem

 

#Stadler #Reciclagem #Indústria40 #PlataformaDigital #Plásticos



Mais Notícias PI



Máquinas de autoatendimento incentivam a reciclagem de embalagens

Mais dez unidades da chamada Retorna Machine são instaladas em pontos da cidade de São Paulo, pela Ambev e Triciclo-Ambipar, que incentiva a troca de embalagens pós-consumo por serviços e créditos.

19/01/2022


Sachês pós-consumo transformados em itens esportivos

Projeto que integra a Boomera e a marca Nescau resultou na reciclagem de resina pós-consumo, proveniente de embalagens flexíveis, em itens esportivos, os quais foram doados a organização beneficente.

14/01/2022


Empresa supera sua meta de uso de material reciclado

A SC Johnson superou sua meta de uso de 15% de plástico reciclado em suas embalagens quatro anos antes do previsto e, agora, quase dobra a aposta para usar 25% até 2025.

12/01/2022