A norte-americana Formlabs, fabricante de equipamentos e materiais para impressão 3D, divulgou que está usando impressoras de suas próprias instalações para produzir dezenas de milhares de hastes flexíveis por dia, usadas em testes de Covid-19.

 

A empresa lançou a Formlabs Support Network for Covid-19 Response, uma rede de cooperação em resposta à pandemia, uma iniciativa que combina a ação de organizações e provedores de assistência médica com as de clientes da companhia que desejam se voluntariar a usar suas impressoras e tempo de impressão para ajudar a diminuir a escassez de itens básicos na cadeia de suprimentos e outras necessidades de assistência médica.

 

De acordo com a companhia, mais de 2.300 parceiros já se inscreveram no programa, que atualmente colabora com hospitais da rede de Nova York, estado norte-americano que até o fechamento dessa matéria já havia registrado mais de 67 mil casos confirmados do vírus. Como prioridade, a rede visa à produção de itens com zaragatoas (hastes flexíveis usadas como instrumento técnico para retirada de material biológico) para kits de testes, separadores de ventilação (tubos e bifurcadores), adaptação de máscaras de mergulho como EPI e alças para escudos faciais.

 

 

A zaragatoa ou “cotonete”, por exemplo, é uma haste flexível com uma ponta de cerdas que é inserida no nariz do paciente a fim de coletar amostras na parte traseira de sua cavidade nasal. Os cotonetes são impressos como uma peça única e possuem um ponto frágil intencional a 8 cm de sua ponta, o que permite que seja quebrado no comprimento correto após a coleta. Isso garante que ele seja colocado em um frasco que contém um meio de cultura, o qual deve ser tampado antes de ser transportado para um laboratório de análise.

 

As hastes foram feitas com uma resina biocompatível e autoclavável de nível cirúrgico, sob certificação ISO, e receberam aprovação de hospitais e órgãos reguladores como o FDA. Segundo a Formlabs há recursos disponíveis para aumentar a produção para dezenas de milhares de peças por semana.

 

(Fotos: Formlabs)

#plastic #plasticonocombateaocovid19 #impressao3dcoronavirus



Mais Notícias PI



Investimento no setor de filmes de PVC

Empresas do ramo de filmes plásticos e de laminados sintéticos se unem para produzir embalagens para o ramo farmacêutico.

09/08/2022


Plásticos para a área médica: o futuro deste setor

Livro tem como tema central a importância do uso de plásticos na área médico-hospitalar e o potencial deste mercado. A obra também aborda as tendências do setor.

08/08/2022


Pesquisa busca novos produtos à base de cobre com finalidade antimicrobial

Uso da nanotecnologia no desenvolvimento de subprodutos de cobre poderá resultar em novos revestimentos e aditivos com propriedades antimicrobiais.

25/07/2022