A Extrusa Pack, empresa sediada em São Paulo (SP), desenvolveu um processo pioneiro de impressão de tinta à base de água em plásticos. A iniciativa, baseada no uso de tintas atóxicas,  já é empregada em todos os sacos e sacolas plásticas produzidos pela empresa, desde janeiro.

 

 

De acordo com informações da empresa, além de ser benéfica ao meio ambiente, a substituição prioriza a produção sustentável e a segurança à saúde de seus colaboradores. “Pensamos na saúde dos nossos colaboradores, diretos e indiretos. A preocupação com a utilização de tintas com solventes, que podem ser danosos à saúde, era uma constante, mas não tínhamos, até então, uma alternativa menos agressiva”, explicou William Nascimento, gerente industrial da Extrusa Pack.

 

Segundo o gerente, com esse projeto, a empresa deixará de utilizar 120 mil litros de solvente, responsável pelo cheiro forte e também por possíveis riscos de incêndio. “A troca da matéria-prima traz benefícios como a redução dos transportes de cargas com solventes, não é poluente, não há necessidade de descarte, menos EPI´s (equipamento de proteção individual), etc", comentou Nascimento.

 

 

A tinta utilizada na impressão das sacolas e sacos plásticos foi desenvolvida em conjunto entre sua fabricante e a transformadora de embalagens. Para aplicação da tinta, a empresa desenvolveu novos processos e ajustes na tinta junto ao fornecedor, de modo que a fábrica opere de forma natural. A Extrusa Pack produz por mês, aproximadamente, 350 milhões de sacolas com tinta à base de água.


 

(Foto: Extrusa Pack)

#plastico #tintabasedagua #tintaemplastico



Mais Notícias PI



Embalagens de transporte serão temas de curso on-line

O Instituto de Embalagens está promovendo um treinamento sobre embalagens de transporte, que segue com inscrições abertas.

16/07/2024


Embalagem de EPS atende e-commerce de bebidas

A Termotécnica desenvolveu uma embalagem de poliestireno expandido para o acondicionamento de garrafas com altura e diâmetro pequenos.

11/06/2024


Embalagens especiais fabricadas com sobras de plástico

Empresa da Região do Grande ABC investe no reaproveitamento de sobras de plástico para fabricar novas embalagens.

03/06/2024