A Stratasys, empresa israelense especializada em manufatura aditiva com subsidiária em São Paulo (SP), anunciou a aquisição da start-up de impressão 3D Origin. A operação permitirá à companhia expandir a sua presença de mercado por meio da inovação no segmento de produção em massa de peças utilizando a nova geração de plataforma de fotopolímero baseada no software da Origin.

 

De acordo com a companhia, os clientes estão buscando por soluções de manufatura aditiva que permitam o uso de resinas de nível industrial para a produção em massa de peças, com controle de processo e qualidade, e o sistema Origin One, baseado em software dedicado a essa tarefa, que oferece um alto rendimento e uma elevada precisão.

 

Para Yoav Zeif, CEO da Stratasys, “essa aquisição representa um marco importante, posicionando-nos para gerar uma receita incremental significativa a partir de uma ampla gama de novas oportunidades de mercado para produção em massa. Estou confiante de que as soluções inovadoras da Origin serão uma contribuição fundamental para o nosso forte crescimento a partir de 2021, e apoiarão o objetivo estratégico de fortalecer a nossa posição de liderança e como opção preferencial dos clientes em impressão 3D de polímeros”.

 

A tecnologia proprietária Programmable PhotoPolymerization (P3) da Origin é um aprimoramento dos princípios do processamento digital de luz (DLP), que faz a cura do fotopolímero líquido por meio de luz. A primeira impressora 3D de nível industrial da empresa, a Origin One, permite o controle preciso de variantes de processo como luz, calor entre outros parâmetros, por meio de seu software de feedback de loop fechado. A nova tecnologia permite que os clientes construam peças com precisão, consistência, tamanho e alto nível de detalhes, enquanto proporciona o uso de uma ampla variedade de resinas comerciais.

 

Segundo informações oficiais da Origin, eles trabalham com uma rede de parceiros de materiais que inclui Henkel, Basf e DSM para o desenvolvimento de resinas. Zeif comenta ainda que a aquisição da Origin faz parte do cumprimento dos objetivos da empresa de oferecer as mais abrangentes tecnologias e soluções do mercado para criar uma cadeia de valor totalmente digital, projetada para a integração da Indústria 4.0.

 

Entre as possíveis aplicações da tecnologia destacam-se o uso nas áreas médicas e odontológicas, no setor industrial e em setores como de defesa e de bens de consumo. A equipe da Origin se juntará à Stratasys e liderará o desenvolvimento de sua plataforma tecnológica e de produto. O primeiro produto completo, resultado dessa aquisição, tem lançamento previsto pela Stratasys para este ano.

 

(Foto: Business Wire)

#stratasys #impressao3d #uniaodeempresas #programmablephotopolymerization

 

Conteúdo relacionado:

Impressora multimateriais é desenvolvida entre parceiros europeus

Parceria no ramo de manufatura aditiva

 

 



Mais Notícias PI



Novos polímeros com grafeno, mais resistentes e sustentáveis

Parceria entre a Gerdau Graphene e a unidade Embrapii Senai Mario Amato terá foco na pesquisa, desenvolvimento e inovação para aplicações industriais do grafeno em plásticos.

18/01/2022


Poluição marinha por plásticos em debate

A AMI promove gratuitamente o evento virtual “Ocean Plastic”, que falará sobre como encontrar maneiras de resolver o problema da poluição marinha por plásticos.

17/01/2022


Sachês pós-consumo transformados em itens esportivos

Projeto que integra a Boomera e a marca Nescau resultou na reciclagem de resina pós-consumo, proveniente de embalagens flexíveis, em itens esportivos, os quais foram doados a organização beneficente.

14/01/2022