A Unipar, indústria química do setor de cloro-soda, com unidades de produção em Santo André (SP), Cubatão (SP) e Baía Blanca (Argentina), anunciou a eleição do engenheiro Maurício Russomanno como novo diretor presidente da companhia.

 

O grupo é hoje constituído pela Unipar Carbocloro e Unipar Indupa, esta última com unidades produtoras de PVC em Santo André e Baía Blanca (Argentina), as quais registram hoje, respectivamente, 300 mil toneladas e 240 mil toneladas/ano de capacidade produtiva.

 

Em recente entrevista à mídia especializada, o executivo destacou o que projeta como pilares de sua gestão:

 

1) Manter foco no negócio do cliente, o que no caso do PVC significa estreitar o relacionamento com o setor de transformação por meio de uma equipe técnica constituída para desenvolver e acompanhar projetos. Testes com aditivos, cargas e formulações, assim como o apoio ao desenvolvimento de novos produtos estão na agenda. Para isso, a empresa vai dar especial atenção à atuação de seu laboratório técnico instalado na unidade de Santo André.

 

2) Buscar excelência operacional por meio da melhoria contínua de processos, de modo a garantir a confiabilidade das suas unidades fabris no que diz respeito à continuidade de operação e à qualidade do produto.

 

3) Promover a sustentabilidade, a proteção ambiental e a segurança operacional em suas plantas. Entre as ações resultantes dessa proposta está o investimento de R$ 622 milhões em instalações para geração de energia eólica


O executivo também destacou a importância do Marco regulatório do saneamento básico para os negócios da companhia nos próximos anos, levando em conta que os seus produtos estão presentes neste segmento tanto na forma de insumos para o tratamento de água quanto como matéria-prima para a produção dos tubos e conexões destinados à parte hidráulica do segmento de construção civil.

 

#PVC

 



Mais Notícias PI



Mobilidade elétrica: novos grades de PPA voltados à inovação sustentável

Empresa desenvolveu novas soluções de poliftalamida (PPA) projetadas para aplicações em componentes de transportes elétricos e em eletrônica de potência.

30/11/2021


Projeto usará embalagens de EPS na produção de peças para eletrodomésticos

Parceria que visa à fabricação de peças para refrigeradores usando embalagens de EPS pretende reaproveitar 200 toneladas de material pós-consumo até o próximo ano.

30/11/2021


ESG na prática no setor de plásticos

Optar pela desafiadora reciclagem de filmes flexíveis levou a Plastiweber a conceber novos produtos e aplicações para os laminados obtidos a partir de material pós-consumo.

30/11/2021