Empresa pertencente ao Grupo Jacto, com unidade produtiva em Pompeia (SP), a Unipac desenvolveu internamente uma ferramenta para gestão de ativos cujo sucesso na implantação levou ao seu lançamento para o mercado em geral.

 

O novo serviço de “Gestão de Ativos”, acessado por meio de plataforma web e se baseia em um sistema de rastreabilidade capaz de garantir a gestão completa de ativos nos mais diversos fluxos operacionais e logísticos. Para isso, utiliza uma plataforma intuitiva com tecnologia de IoT (Internet das Coisas), que prevê a gestão em tempo real.

Seu monitoramento on-line possibilita a identificação e o acompanhamento dos ativos por localidade e propriedade; a obtenção de alerta de ativos ociosos e de transit time (período que abrange a expedição da mercadoria até a sua entrega ao destinatário), além da identificação da necessidade de manutenção corretiva e preventiva e do acompanhamento do histórico de movimentação.

O novo serviço da Unipac é especialmente indicado a empresas cujas atividades envolvem a movimentação de ativos retornáveis, utilizando embalagens, paletes, caixas, racks metálicos, cilindros de gás, moldes e ferramental, entre outros produtos, que necessitam de gestão e controle automatizado.

Um dos principais benefícios do sistema é a geração de inventários em tempo real e histórico de manutenção. A visualização completa da cadeia de fornecimento permite a criação de fluxos logísticos mais adequados, o monitoramento do atendimento à demanda, bem como o diagnóstico de gargalos no processo. O sistema permite, ainda, a identificação de ociosidades e falhas, eliminando perdas e extravios e apontando etapas que precisem de manutenção ou readequação. A geração de relatórios reduz o tempo de inventários e facilita o planejamento logístico.

De acordo com o gerente de Vendas do Segmento Logística da Unipac, Rafael Brilhante, um dos diferenciais do serviço de Gestão de Ativos é a possibilidade de customização da solução. “Tudo pode ser adaptado segundo a necessidade e as particularidades dos ativos e clientes. A partir da integração de tecnologias, conseguimos aplicar desde os processos mais simples até os mais complexos”, explica. O executivo informou que o sistema ainda permite a criação de novas funcionalidades, a exemplo do módulo de crédito de carbono, utilizado no conceito de Economia Circular.

Além de atuar na transformação de plásticos, a Unipac é referência na área de movimentação e armazenagem, com reconhecido know-how no setor logístico, atuando desde 2007 no desenvolvimento de soluções de controle logístico, inicialmente com o gerenciamento interno de embalagens por meio da tecnologia de código de barras. Gradativamente, novas tecnologias foram integradas, culminando nesta solução completa de gestão de ativos, que atenderá diversos segmentos e clientes.

 

Para a consolidação dos serviços de gestão de ativos, foram realizados investimentos na formação da equipe e no desenvolvimento do sistema – incluindo software,  aplicativo e integração de hardwares com a plataforma –, que foi criado em parceria com o Centro de Inovação do Agronegócio (CIAg), mantido pela controladora do Grupo Jacto, do qual a Unipac faz parte. A solução apresenta segurança total dos dados armazenados e está adequada à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).


Foto:Unipac

 

Conteúdo relacionado:
 

Plataformas digitais industriais serão fornecidas no Brasil

 

Empresas movidas a dados podem ter melhores resultados

 

 

 

#gestãodeativos



Mais Notícias PI



5 principais tendências de transformação digital para 2021

Este ano será de grandes avanços tecnológicos para o meio industrial. Confira as tendências destacadas pela Associação Brasileira de Internet Industrial (ABII) e prepare-se para os novos tempos.

20/01/2021


Filme plástico antiviral contra Covid-19

Tecnologia para proteção de alimentos é desenvolvida pela Braskem em parceria com AlpFilm e chega ao mercado como mais uma opção de combate à Covid-19.

20/01/2021


Nova realidade do ramo de manufatura é tema de estudo

Pesquisa identificou que os desdobramentos da crise estão afetando fortemente a manufatura e desafiando os líderes do setor, exigindo o reequilíbrio da cadeia de suprimentos.

19/01/2021