A alta demanda pelos materiais plásticos aqueceu também o mercado de plastificantes para PVC. Consequentemente, a norte-americana Eastman decidiu passar a produzir em sua unidade de Mauá (SP) os plastificantes livres de ftalatos da linha Eastman 168.

Esta será a primeira planta no País a produzir esta linha de plastificantes, uma alternativa atóxica para melhorar as propriedades de processamento do PVC visando aplicações em mercados como o calçadista, de brinquedos para crianças, de filmes e de plastissóis.

“Esta é a primeira planta fora dos Estados Unidos a produzir o Eastman 168, o que fornece um sinal claro do nosso compromisso com a região”, disse Luis Fernando Zagolin, gerente de produto para plastificantes de uso geral da Eastman. “Estamos determinados a assegurar nossa continuidade como uma importante fornecedora de soluções na América do Sul, disponibilizando um portfólio diverso de plastificantes para o mercado local”.

O Eastman 168 é um plastificante livre de ftalatos que tem seu uso consolidado há mais de 45 anos, com desempenho comprovado em PVCs flexíveis e uma variedade de outras aplicações. Trazer a tecnologia da sua produção para o mercado brasileiro é uma resposta às necessidades de fabricantes de diversos artigos e, consequentemente, de seus consumidores.

 

#aditivossemftalato

#Eastman

 

Foto: Eastman



Mais Notícias PI



Poluição marinha por plásticos em debate

A AMI promove gratuitamente o evento virtual “Ocean Plastic”, que falará sobre como encontrar maneiras de resolver o problema da poluição marinha por plásticos.

17/01/2022


Sachês pós-consumo transformados em itens esportivos

Projeto que integra a Boomera e a marca Nescau resultou na reciclagem de resina pós-consumo, proveniente de embalagens flexíveis, em itens esportivos, os quais foram doados a organização beneficente.

14/01/2022


Acordo ampliará oferta de poliuretano termoplástico no Brasil

Parceria firmada entre empresas fornecedoras de polímeros leva à comercialização local de nova linha de TPUs.

14/01/2022