A Wisers (Piracicaba, SP) criou uma plataforma de gestão de ferramentas de usinagem e demais insumos industriais baseada em tecnologias de hardware, software, internet das coisas (IoT) e inteligência artificial, conhecidas também como facilitadoras da indústria 4.0. Embora reúna recursos de todas essas áreas, o sistema é bastante simples e interativo, tendo como objetivo facilitar e aumentar o controle sobre a armazenagem, o consumo e a liberação de ferramentas para a linha de produção. A empresa fez recentemente, durante a última edição da Feimec (foto ao lado), cerca de 350 apresentações do sistema.

 

 

Denominada Spinwiser, a plataforma é composta por uma placa mãe industrial 100% conectada, que responde a um programa em nuvem disponível ininterruptamente e acessível via computador ou aplicativo instalado em smartphone ou tablet. O software gerencia armários de estoque equipados com travas inteligentes e que permitem o controle individualizado de cada item armazenado, além de gerar requisições eletrônicas e fornecer informações sobre a disponibilidade de itens 24x7. Para efeito de controle, podem ser inseridos no aplicativo limites para requisição e liberação dos insumos, cuja movimentação pode ser mapeada por meio de relatórios emitidos sob confirmação da identidade do usuário (foto ao lado).

 

 

Carlos Bacci, diretor comercial da Wisers, explicou que o sistema é resultado do trabalho de engenheiros egressos da indústria metalmecânica, que vivenciaram na prática as dificuldades de controle do estoque de ferramentas e componentes pequenos e críticos, tais como brocas, fresas, insertos e parafusos.

 

Intuitivo, o sistema monitora ainda o desgaste das ferramentas, disponibilizando, por meio de QR Code, as informações sobre a sua vida útil, seja por percentual de utilização ou por número de ciclos trabalhados. O diretor explicou que este recurso permite ainda informar as causas do final da vida útil das ferramentas, que pode estar associado a fatores como reafiação, lascamento, quebra ou fissura por choque térmico.

 

A Wisers já conta com mais de cem máquinas instaladas no mercado, em clientes como Michelin, Grob, Compactor, Colgate e Polimold. Bacci informou que com o uso do sistema é possível reduzir, em média, em 40% o volume de componentes em estoque, mas já houve casos em que este índice chegou a 80%. No site da Spinwiser está disponível uma ferramenta para o cálculo da economia estimada com o uso do sistema, levando em conta informações como o consumo mensal de ferramentas, o tempo médio de troca, o total de máquinas em operação e o valor médio do estoque de ferramentas.

 

 

Os sócios Carlos Alberto Bacci, Marcos Contarini Junior e Ricardo Guimarães, durante a Feimec

 

 

 

 ______________________________________________________________________________________

Assine a Giro Rápido, a newsletter quinzenal da Máquinas e Metais, e receba informações sobre mercado e tecnologia para o setor de usinagem. Inscreva-se aqui.

_______________________________________________________________________________________


 

Imagens: Wisers

 

 

Leia também:

 

Monitoramento da produção para pequenas e médias empresas

 

Investimento de R$ 60 milhões em centro de cibersegurança brasileiro

 



Mais Notícias MM



Analisador portátil identifica ligas metálicas instantaneamente

Novos modelos de analisadores portáteis permitem a identificação de elementos de liga em metais de forma rápida e com recursos de conectividade.

22/07/2024


Fabricante de retificadoras lança nova versão de software

A ANCA anunciou a nova versão de seu sistema de controle e monitoramento de ferramentas e operações de retificação.

04/07/2024


Filtros para máquinas de eletroerosão

Empresa paulista fornece linha de filtros de óleo e de ar para equipamentos de eletroerosão.

02/07/2024