A International Machine Tool Show (IMTS) é conhecida como o mais importante evento norte-americano no setor de máquinas-ferramenta. A edição deste ano, prevista para o período de 12 a 17 de setembro, no McCormick Place, em Chicago (IL), promete trazer de volta as novidades em termos de tecnologia para o setor, em formato totalmente presencial.

 

Uma das mais fortes tendências em sistemas CNC tem sido o conceito de configuração única, incorporado às novas máquinas multitarefas, que serão exibidas no Pavilhão de usinagem da feira.

As máquinas multitarefas combinam operações de torneamento, fresamento, furação, rosqueamento, furação profunda, fresamento, desbaste, brochamento, retificação e preparação de superfície. Há ainda modelos híbridos, com recursos adicionais para operações a laser, soldagem por fricção, manufatura aditiva e eletroerosão a fio.

 

Ao realizar todo esse trabalho em uma única fixação, essas máquinas reduzem o tempo de configuração e eliminam os riscos associados à movimentação das peças entre estações de trabalho, liberando os operadores para a realização de outras tarefas.

 

Essas máquinas atraem especialmente as empresas que anteriormente necessitavam deslocar as peças de um equipamento a outro (torno, fresadora vertical e outras máquinas) até obter a peça final. De acordo com a organização da feira, a escassez de mão-de-obra no mercado norte-americano é o principal motivo para o aumento da procura pelos modelos multitarefa.

 

Automação e conectividade

 

Outra direção que o mercado norte-americano está tomando diz respeito a uma nova geração de máquinas mais acessíveis, com novos controles e programação que permite a conectividade e a integração. Todo o esforço visa remover as barreiras à adoção das novas tecnologias.

 

Quase todas as estratégias de eficiência de fabricação incluem o uso de automação. Assim, as máquinas CNC a serem expostas já incluem alterações de projeto como porta automática frontal e interface para robôs.

 

Os fabricantes de máquinas também estão facilitando a coleta de dados ao conectá-las usando padrões abertos como o MTConnect, da Association for Manufacturing Technology (AMT), predominante entre os desenvolvedores de equipamentos CNC. A ênfase está em tornar a interação mais eficiente por meio de aplicativos de análise de dados on-line, sejam eles relacionados a componentes de máquinas CNC ou à produção de peças.


 

Fotos: IMTS


 

Leia também:

 

Estudo aponta “máquina como serviço” como tendência no setor de equipamentos industriais

 

Automação no carregamento de peças em centros de usinagem



 

#IMTS



Mais Notícias MM



Mercado do aço: mais produção e mais importação no primeiro trimestre de 2024.

Dados do Instituto Aço Brasil apontam que a entrada de produtos siderúrgicos fabricados no Exterior aumentou em 25,4% nos primeiros três meses do ano.

15/04/2024


Sistema para lubrificação em usinagem é lançamento da Ansatz

Novo equipamento da Ansatz, que faz a aplicação de fluido por aspersão, é recomendado para usinagem e também para operações de corte, estampagem e conformação de metais.

15/04/2024


Altair cria módulos de simulação para os diferentes processos de fundição

A empresa global oferece módulos do seu sistema Inspire Cast destinados a diferentes processos de fundição de metais.

16/04/2024