A Studer, que faz parte do grupo suíço United Grinding, lançou na feira alemã Grinding Hub, realizada em Stuttgart, no último mês de maio, uma nova linha de retificadoras, tendo em vista a produção voltada para a mobilidade elétrica e outros novos mercados. Denominada S 36, a linha pretende atender à demanda por máquinas com boa relação custo benefício para a produção de médias a grandes séries de peças, tanto para o mercado de mobilidade elétrica quanto o de componentes para sistemas hidráulicos, de bombas e confecção de ferramental.

 

A máquina possui um cabeçote fixo para retificação, com posicionamento dos rebolos nos ângulos de 0, 15 ou 30 graus. A distância entre centros é de 650 mm e o peso máximo para a peça-trabalho é de 150 kg.

 

Uma das características que tornam o equipamento especial é o tamanho dos rebolos que ele comporta, que pode ser de até 610 mm, além de incorporar o software CORE OS, proprietário da United Grinding, que dá acesso à plataforma digital da empresa sem a necessidade de instalação de hardware adicional. O software e a plataforma oferecem a base tecnológica para o trabalho com base em dados de produção e Internet das Coisas (IoT).

 

Outro recurso do equipamento são os bicos SmartJet para a aplicação automática de fluido refrigerante, a partir do sistema de controle central da máquina. Uma bomba com controle de frequência e uma unidade de medição da pressão dinâmica associadas permitem ajustar com precisão o volume do fluxo de fluído de acordo com o processo de retificação a ser realizado (de desbaste ou de acabamento).  

 

Foto: Studer
 

Leia também:

 

Retificadora com set up rápido

Mercado maduro para os tornos suíços



 

#Studer



Mais Notícias MM



Cabeçote de fresamento de cinco eixos

Equipamento conta com tecnologia para remoção de alto volume de cavacos e codificadores ópticos.

05/08/2022


Como o padrão MT Connect se tornou o meio de comunicação entre máquinas CNC

O protocolo MT Connect está consolidado como padrão entre os fabricantes e usuários de máquinas CNC. Compreender o seu propósito pode ser útil para se apropriar do conceito de indústria 4.0 no segmento de usinagem. 

25/07/2022


Máquinas multitarefa, automação e conectividade na IMTS

Executar diversas operações a partir de uma única fixação poupa tempo e mão-de-obra, e por isso é uma das tendências mais fortes no setor de máquinas-ferramenta, que poderá ser conferida na feira IMTS, programada para setembro, nos Estados Unidos.

25/07/2022