Um aumento de 32% do volume de sucata ferrosa exportado pelo Brasil foi constatado entre fevereiro do ano passado, período no qual foi computado um montante de 23.636 toneladas, e o mesmo mês deste ano, que somou 31.191 toneladas.

 

Aumento das exportações de sucata ferrosa e previsão de alta dos preços desse insumo nos próximos meses

 

Além disso, houve alta de 65% do total de sucata ferrosa exportada entre janeiro e fevereiro de 2022 em comparação com o mesmo período de 2021, o que equivale a 70.395 e 42.637 toneladas, respectivamente. Esses dados foram divulgados pelo Ministério da Economia, Secex, conforme foi informado em comunicado à imprensa pelo Instituto Nacional das Empresas de Sucata de Ferro e Aço (Inesfa).  

 

A previsão de alta dos preços de insumos para fabricação de aços nos próximos meses devido aos acontecimentos paralelos ao conflito entre a Rússia e a Ucrânia foi um dos assuntos mencionados no comunicado transmitido pela entidade brasileira.

 

O presidente do Inesfa, Clineu Alvarenga, comentou o cenário esperado: “nos primeiros quinze dias de março, os preços no Brasil se mantiveram estáveis, mas o viés é de alta até o final do mês e em abril”. O executivo também comentou que a paralisação de uma siderúrgica ucraniana situada na cidade de Kryvyi Rih é um dos fatores que está influenciando o reajuste dos preços de insumos para a fabricação de aços.

 

De acordo com informações fornecidas pelo instituto, um volume superior a 6 milhões de toneladas de aço é produzido anualmente pela siderúrgica, que é uma importante player do setor, com potencial para influenciar consideravelmente as cotações do insumo.


 

Imagem: Pixabay


 

Mais notícias sobre a área:

 

Soldadoras portáteis a laser chegam com força ao mercado brasileiro

 

Setor de veículos elétricos no radar de fornecedora de aços

 #AumentodasExportações #SucataFerrosa #CCM

 


 



Mais Notícias CCM



Nova unidade da Igus vai promover a automação de baixo custo

Um centro de automação foi inaugurado pela empresa alemã em Joinville (SC) para promover a disseminação do uso de sistemas robóticos em tarefas industriais.

11/07/2024


Lecar não vai mais produzir automóveis elétricos. Agora, só híbridos.

Empresa brasileira vai redirecionar esforços antes dedicados à fabricação de carros elétricos para o desenvolvimento de veículos híbridos flex, com sistema de tração elétrico.

01/07/2024


BMW inaugura estamparia de última geração para produzir carros elétricos

Estamparia com equipamentos de última geração foi inaugurada na unidade norte-americana da montadora alemã, criando mais de 200 novos empregos em áreas técnicas e operacionais.

01/07/2024