A Gerdau pretende ampliar a capacidade produtiva de sua unidade fabril situada no município mineiro de Ouro Branco, a qual é voltada para a fabricação de bobinas de aço a quente. Conforme a divulgação feita pela empresa recentemente, a ampliação faz parte de um projeto que abrange também a atualização tecnológica de seu complexo industrial instalado no Estado de Minas Gerais.

Produção de aços ampliada é tema de projeto siderúrgico

 

Entre os objetivos está o aumento da capacidade de produção de bobinas a quente para 250 mil toneladas por ano e ampliação da produção de perfis metálicos estruturais em cerca de 500 mil toneladas ao ano, bem como a modernização de plantas situadas em diferentes cidades do estado de forma a aproximá-las dos conceitos da indústria 4.0.

 

Marcos Faraco, vice-presidente da companhia, comentou que o plano de expansão está alinhado com estratégias de desenvolvimento de segmentos que atualmente estão entre os principais consumidores de aços no Brasil como, por exemplo, o de construção civil. “A nova capacidade de produção de bobinas a quente nos permitirá fornecer aço com maior valor agregado. Por sua vez, a produção adicional de perfis estruturais contribuirá para uma maior produtividade dos segmentos imobiliário, industrial e de infraestrutura”, concluiu.

 

Imagem: Pixabay

 

Reportagens similares:

Método de machine learning é capaz de revelar novos materiais úteis para a indústria

Mercado de veículos pesados pede soluções de soldagem

 

#Gerdau #Aços #Indústria #PreservaçãoAmbiental #CorteeConformaçãodeMetais



Mais Notícias CCM



Cursos on-line do setor metalmecânico. Agenda começa em julho.

A ABM promove treinamentos cuja programação inclui conteúdo sobre estampagem, laminação, trefilação e aplicação de inteligência artificial (IA) em processos siderúrgicos.

15/07/2024


Conformação rotativa pode tornar viáveis as células a combustível

O Instituto Fraunhofer de Máquinas-Ferramenta e Tecnologia de Conformação (IWU) anunciou o desenvolvimento de um sistema rotativo para estampagem das finíssimas chapas metálicas usadas na montagem de placas bipolares que compõem as células a combustível. A novidade poderá reduzir os custos de produção dessas células, com impacto no mercado da mobilidade elétrica, tendo em vista que elas substituem as baterias.

15/07/2024


Prensas dobradeiras hidráulicas

Empresa brasileira comercializa prensas dobradeiras hidráulicas com força de 1.500 toneladas fabricadas em Portugal.

15/07/2024