A fornecedora de aços SSAB, com subsidiária em São Paulo (SP) e matriz na Suécia, acaba de assinar um acordo com o grupo Volvo, que também tem matriz sueca e unidade produtiva em Curitiba (PR), para a consolidação de um programa de pesquisa, desenvolvimento e fabricação de veículos usando aços produzidos com eletricidade e hidrogênio.

Fornecedora de aços e fabricante de veículos se unem para produzir veículos sustentáveis

Trata-se de um consórcio que tem como premissa a substituição de insumos fósseis utilizados na produção de ligas metálicas desse tipo. A iniciativa tem como foco, em um primeiro momento, a aplicação dos novos aços na fabricação de veículos-conceito, o que possibilitará a obtenção de automóveis e caminhões, por exemplo, mais leves do que os produzidos com aços tradicionais. 

 

Além disso, de acordo com as empresas, o desenvolvimento dessas ligas metálicas servirá como complemento para a gama de materiais que atualmente são utilizados na fabricação de máquinas pesadas e outros equipamentos de grande porte que se enquadram nessa categoria.

 

Em comunicado à imprensa, foi informado que a Volvo pretende iniciar ainda este ano, na Europa, a produção de protótipos de veículos a partir do uso de aços livres de combustíveis fósseis. Também foi mencionado que está previsto para 2022 o início da produção seriada de veículos em uma menor escala, o que poderá se tornar produção em larga escala em etapas posteriores.

 

Martin Lindqvist, presidente e CEO da SSAB, comentou sobre outros objetivos que fazem parte do escopo desse projeto: “Trabalharemos junto com nossos clientes para reduzir seu impacto climático e, ao mesmo tempo, fortalecer sua competitividade. Estamos constantemente procurando como podemos nos tornar um fornecedor mais abrangente de aço isento de combustíveis fósseis”.

 

O presidente e CEO do grupo Volvo, Martin Lundstedt, também mencionou metas de preservação do meio ambiente como pilares do consórcio: “Estamos determinados a ser uma empresa neutra no impacto para o clima até 2050. Isso significa que nossos veículos e máquinas estarão livres de emissões quando estiverem em operação, e também que repensaremos o uso de materiais como os aços, e a opção por alternativas livres de combustíveis fósseis”.

 

A expectativa da SSAB é que as novas ligas de aço passem a ser fornecidas em escala comercial em 2026. E no que diz respeito à utilização de hidrogênio na fabricação de metais, a companhia também faz parte de uma iniciativa que recebeu o nome de “Hybrit”, encabeçada juntamente a outras companhias. Esse projeto consistirá na produção de ferro esponjoso usando hidrogênio.

 

Fornecimento de peças de desgaste

 

A SSAB criou recentemente um programa de serviços voltado especificamente para o fornecimento de peças de desgaste feitas em aço para o cliente final. Chamado “Hardox Wearparts”, esse programa abrange uma rede mundial de centro de serviços que incluem também reformas de equipamentos, além de outras atividades.

 

Atualmente, fazem parte dessa iniciativa diversas empresas localizadas em mais de oitenta países, inclusive, no Brasil. Um processo seletivo embasado em análises técnicas e avaliação de mercado é executado pela siderúrgica como etapa preliminar, que serve de parâmetro para a escolha das empresas interessadas.

 

Thiago Zuntini, gerente de estratégia do programa na América Latina, falou mais sobre esse assunto: “Oferecemos um suporte técnico especialmente desenvolvido para o programa, onde podemos validar o uso correto da linha de aços Hardox por essas empresas na transformação em produtos acabados. Também é oferecido suporte de marketing, de desenvolvimento de negócios e o mais importante: a certeza que o cliente final está realmente recebendo o verdadeiro aço Hardox”.

 

Mais informações sobre aços e equipamentos para trabalhos na área de corte e conformação de metais podem ser obtidas em nossos guias, nos quais também podem ser consultados dados sobre prestação de serviços.

 

Imagem: Pixabay

 

Reportagens similares:

Siderúrgica brasileira expande atividades dos seus centros de serviços

Previsões de crescimento para o mercado global de chapas metálicas

 

#SSAB #Volvo #AçosfeitoscomHidrogênio #CorteeConformaçãodeMetais



Mais Notícias CCM



Nova parceria no ramo de tubos metálicos

Empresas iniciam empreendimento conjunto que visa à ampliação da distribuição de tubulações metálicas.

14/10/2021


Escâner 3D para medição sem contato de tubos metálicos

Equipamento usa microssondas para detectar trincas ou porosidade em superfícies internas e externas de tubos.

08/10/2021


Um ambiente de soldagem mais colaborativo

Os cobots, ou robôs colaborativos, estão chegando também ao ambiente de soldagem, oferecendo flexibilidade às linhas de fabricação.

04/10/2021