A EOS (Krailling, Alemanha) apresentou na K 2019 um sistema de manufatura aditiva revolucionário que, segundo a empresa, possui potencial para substituir a moldagem por injeção em várias aplicações. O coração da nova tecnologia é uma matriz contendo quase um milhão de diodos emissores de laser usada num processo que usa leito de pó. A cada camada sinterizada são ativados apenas os diodos que combinam com os dados disponíveis no CAD, os quais podem ser controlados pixel a pixel. Isso torna possível não apenas confeccionar componentes detalhados, como também influenciar localmente as características da peça que está sendo feita. A nova tecnologia também proporciona considerável redução no tempo de fabricação: o exemplo mostrado no evento, um bico para bidões de gasolina, pode ser impresso em nove segundos.

#K2019  #manufaturaaditiva  #laser  #plastico 



Mais Notícias PI



Momento pós-pandemia favorece o mercado de itens de lazer

Fabricante de gelcoat para acabamento de piscinas já percebe aumento de demanda por este item.

10/08/2020


Novos sistemas para recuperação de plásticos pós-consumo

Linha de reciclagem exposta na feira K

07/11/2019


Pneu termoplástico

Fabricado em material termoplástico, o novo pneu possui maior durabilidade, não fura e pode ser reciclado

06/11/2019