Nascida no ambiente industrial, e por isso denominada inicialmente como uma técnica de prototipagem rápida, a impressão 3D, ou manufatura aditiva, evoluiu bastante desde o seu surgimento na década de 80.

 

Desde a criação, no Instituto de Pesquisa Industrial de Nagoya (Japão), de um sistema de impressão em camadas destinado a abastecer o setor industrial com ferramentas e protótipos para validação de produtos, a tecnologia e os materiais evoluíram e alcançaram aplicações em segmentos variados que demandam a execução rápida de cópias fiéis de determinados itens, em escala ou em materiais diferentes.

 

Porém, o progresso da técnica sempre esteve atrelado ao seu uso no ambiente de produção, apoiando desde o desenvolvimento de novos produtos até a execução do ferramental de trabalho para a manufatura em larga escala.

 

Tendo em vista esses usos que são típicos do ambiente fabril, elaboramos nesta edição um guia de empresas que estão no ramo da manufatura aditiva (página 16) com o objetivo de apoiar a indústria em suas necessidades, fornecendo desde protótipos para validação, famílias de peças e lotes piloto até ferramental rápido e gabaritos de fabricação.

 

Para exemplificar o quanto é possível integrar esta técnica já consolidada às demais rotinas produtivas, trazemos também nesta edição, na seção de Impressão 3D (página 13), uma matéria sobre a avaliação de moldes de injeção impressos em 3D, cujo desempenho foi validado por pesquisas de uma renomada instituição europeia do setor de compósitos.

 

Acompanhando ainda as tendências mais recentes do segmento de plásticos, a sustentabilidade é assunto de um artigo publicado a partir da página 22, que analisa os processos de reciclagem mecânica e química de materiais poliméricos.

 

E por último, mas não menos importante, a partir da página 38 temos o estudo de um pesquisador brasileiro tratando dos desafios do desenvolvimento de projetos envolvendo o uso de grafeno em formulações poliméricas. O material tem ganho destaque no noticiário de tecnologia e também no nosso site, que passou a contar este mês com a categoria “Grafeno”, onde podem ser conferidas as novidades sobre o tema.


Enfim, são muitos os motivos para ler esta edição de ponta a ponta. Aproveite!

 

Hellen Corina de Oliveira e Souza - Editora

hellen.souza@arandaeditora.com.br

 

 



 



Mais Notícias PI



Novos polímeros com grafeno, mais resistentes e sustentáveis

Parceria entre a Gerdau Graphene e a unidade Embrapii Senai Mario Amato terá foco na pesquisa, desenvolvimento e inovação para aplicações industriais do grafeno em plásticos.

18/01/2022


Poluição marinha por plásticos em debate

A AMI promove gratuitamente o evento virtual “Ocean Plastic”, que falará sobre como encontrar maneiras de resolver o problema da poluição marinha por plásticos.

17/01/2022


Sachês pós-consumo transformados em itens esportivos

Projeto que integra a Boomera e a marca Nescau resultou na reciclagem de resina pós-consumo, proveniente de embalagens flexíveis, em itens esportivos, os quais foram doados a organização beneficente.

14/01/2022