A Celomax, empresa especializada em produtos de celofane sediada em Araras (SP) – pertencente à Nelxon –, fornece as linhas Biodeg e Organa, de filmes de celofane voltados à confecção de embalagens, obtidos a partir de celulose de eucalipto, capazes de se decompor e ser incorporados ao solo como adubo.

 

De acordo com informações da companhia, os filmes da linha Biodeg podem ser direcionados à compostagem e, quando destinados de maneira correta, se decompõem em até 180 dias (segundo norma ASTM D6400), resultando em  CO2, H2O e em outros resíduos orgânicos que podem ser incorporados ao solo como adubo.

 

Saquinho descartável e compostável “Prudent” para máscaras

 

Dentre suas principais aplicações, destacam-se soluções como o invólucro compostável Prudent, para o acondicionamento de máscaras, e do Cocôzim, produto destinado ao recolhimento de fezes de animais de estimação, que se degrada junto com os resíduos dos pets. Além disso, o filme pode ser aplicado em produtos alimentícios, artesanato, saboaria, floriculturas, decorações, saquinhos para talheres, entre outros.

 

Já a linha Organa, de filmes biodegradáveis, pode se degradar no ambiente dentro do prazo de um a três anos. Ambos os produtos são obtidos a partir da polpa de celulose.

 

Embora tratado como “não sendo plástico” pela companhia, é correto afirmar que o celofane é um filme plástico obtido por meio da polimerização da celulose proveniente de madeira, algodão, cânhamo ou outras fontes naturais.

 

(Foto: Celomax)

#celofane #biodegradavel #compostavel #filmeplastico



Mais Notícias PI



PPSU na fabricação de mamadeiras: design funcional e boa resistência mecânica

Polifenilsulfona proporciona também alto índice de transparência e pode ter contato com alimentos.

08/06/2021


Aplicação de plasma substitui camada de barreira em embalagens para produtos químicos

Startup surgida no  Instituto de Processamento de Plásticos (IKV, Alemanha), transfere descobertas científicas sobre revestimento por plasma em embalagens.

27/05/2021


Setor de embalagens flexíveis apresenta resultado abaixo do esperado

Associação da indústria de embalagens flexíveis apresentou resultados de uma pesquisa que aponta queda na produção do primeiro trimestre de 2021, se comparado ao trimestre anterior.

26/05/2021