A Freedom Soluções Plásticas (São Paulo, SP), com matriz na Espanha, passou a produzir no País um aditivo de limpeza líquido para remoção de polímeros, pigmentos e resíduos carbonizados provenientes de processos de transformação de termoplásticos. Chamado de Freepurge ANPC, o produto possui em sua formulação elementos não abrasivos e detergentes, além de matérias-primas nanotecnológicas.

Agente de purga fabricado no Brasil

 

Ele foi desenvolvido para operar sob gradientes de temperatura de 120 a 350 ºC, é atóxico e livre de solventes, podendo ser aplicado em teores de 1,0 a 2,0% diretamente na máquina. É fornecido em frasco que possui dosador (foto), o qual proporciona um melhor controle do volume de agente a ser processado e, consequentemente, ajuda a evitar o desperdício do material e/ou a sua contaminação por contato com outras superfícies ou substâncias. Além disso, são comercializadas versões com três ou seis recipientes acondicionados em caixas.

Produto fornecido pela Freedom

 

De acordo com Paulo Giammattei, diretor executivo de negócios da filial brasileira, em comparação ao agente em estado sólido, o aditivo é mais eficaz na execução da purga em regiões de difícil acesso como, por exemplo, canais complexos e arestas. Segundo ele, a sua aplicação também possibilita a redução do tempo de troca de cor. Como exemplo disso, ele mencionou o caso de um processo cujo tempo de execução baixou de mais de duas horas para 30 minutos, com a aplicação de aproximadamente 100 g do produto.

Os clientes podem obter amostras do aditivo e contar com serviços de consultoria e treinamento in loco.

 

#AgentedepurgafabricadonoBrasil #aditivo #plásticos



Mais Notícias PI



Máquinas de autoatendimento incentivam a reciclagem de embalagens

Mais dez unidades da chamada Retorna Machine são instaladas em pontos da cidade de São Paulo, pela Ambev e Triciclo-Ambipar, que incentiva a troca de embalagens pós-consumo por serviços e créditos.

19/01/2022


Novos polímeros com grafeno, mais resistentes e sustentáveis

Parceria entre a Gerdau Graphene e a unidade Embrapii Senai Mario Amato terá foco na pesquisa, desenvolvimento e inovação para aplicações industriais do grafeno em plásticos.

18/01/2022


Poluição marinha por plásticos em debate

A AMI promove gratuitamente o evento virtual “Ocean Plastic”, que falará sobre como encontrar maneiras de resolver o problema da poluição marinha por plásticos.

17/01/2022