A Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), por meio do Núcleo de Apoio à Gestão da Inovação (NAGI), comunicou o lançamento da pesquisa “Transformação digital e inovação de modelo de negócio da indústria de máquinas e equipamentos”. O mapeamento será feito em parceria com o Núcleo de Engenharia Organizacional (NEO) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e terá apoio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

 

De acordo com informações do NAGI, o projeto visa capacitar e incentivar empresas na introdução ou no aprimoramento do sistema de gestão da inovação para aumentar sua competitividade.

 

Para João Alfredo Delgado, diretor de Tecnologia da Abimaq, a entidade vem nos últimos anos coordenando um trabalho de soluções da indústria 4.0 e na gestão da inovação. “Uma das ações foi o mapeamento das tecnologias da indústria 4.0 de 2018. Este ano estamos repetindo o estudo, mas de forma mais ambiciosa, pois poderemos fazer um comparativo com a pesquisa anterior para ver como evoluímos nesses últimos anos, principalmente para conhecer o atual estágio e o impacto na indústria, tendo em vista que o período da pandemia acelerou o processo da transformação digital”.

 

Alejandro Germán Frank, professor adjunto na UFRGS e diretor do NEO, ressaltou que o objetivo da pesquisa atual é dar ênfase na parte de negócios da transformação digital “O estudo anterior era mais focado na tecnologia 4.0 dentro da fábrica e agora vamos expandir para a área de negócios porque sabemos que, hoje para as empresas, é um grande desafio repensar e ampliar as suas atividades dentro desse novo contexto”. Néstor Fabián Ayala, professor coordenador na UFRGS e co-diretor do NEO, complementou explicando que o escopo do mapeamento será composto por 4 Smarts da Indústria 4.0. “Um dos aspectos que vamos olhar são as oportunidades para manufatura avançada. O outro ponto é se as empresas estão aplicando as tecnologias para conectar a sua cadeia de suprimentos, seja com fornecedores ou clientes. Já outro enfoque é para saber como as empresas estão utilizando as tecnologias, envolvendo pessoas e máquinas. E a quarta dimensão é de produtos e serviços inteligentes, ou seja, olhar sob a perspectiva sócio-técnica, no sentido de saber se as organizações estão sendo bem-sucedidas na aplicação da indústria 4.0”.

 

A gerente de tecnologia da Abimaq, Anita Dedding, afirmou ainda que a estrutura da pesquisa servirá como guia para empresas nortearem suas estratégias, Os participantes do mapeamento receberão um relatório de benchmarking customizado apresentando sua posição em relação às demais organizações do setor.

 

Para obter mais detalhes do projeto e para participar da pesquisa, as empresas podem entrar em contato pelo e-mail: ipdmaq@abimaq.org.br ou pelo telefone (11) 5582-6313. 

 

(Foto: Abimaq)

#transformacaodigital #industria40 #mapeamentodigital



Mais Notícias PI



Projeto de inteligência artificial integra injetoras de diferentes fabricantes

Programa colaborativo entre plus10, SKZ e Sumitomo mostra como as máquinas injetoras de diferentes fabricantes podem aprender umas com as outras.

13/01/2022


Indústria 4.0: IoT reduz custo de manutenção em até 40%

De acordo com dados da consultoria Mckinsey, manutenção preditiva consegue reduzir o tempo de inatividade das máquinas em até 50% e aumentar a vida útil em 20 a 40%.

03/12/2021


Investimento em projetos de indústria 4.0

Iniciativa de empresa investidora busca por novas soluções na área de inteligência artificial, robótica, IoT e computação em nuvem.

22/11/2021