A 3D Criar (São Paulo, SP) está trazendo para o Brasil a impressora 3D desktop de alto desempenho Epsilon, voltada para o segmento industrial.

O modelo é fabricado pela espanhola BCN3D, sediada em Barcelona, e foi lançado na última edição da Formnext, evento mundial sobre manufatura aditiva, que aconteceu no final de 2019 em Frankfurt (Alemanha).

A Epsilon é a terceira geração de impressoras com tecnologia FDM/FFF da empresa, e promete revolucionar o setor industrial ao conjugar robustez e durabilidade, permitindo o trabalho com materiais de alto desempenho.

A BCN3D é conhecida pela fabricação de impressoras com cabeçote duplo e com sistema de extrusora dupla independente (IDEX), capaz de aumentar a produtividade normal. Especialmente para peças complexas com suportes solúveis, a nova máquina possui melhor desempenho do que modelos anteriores com a sua área de trabalho. O volume de impressão é de 420 x 300 x 400 mm, com um gabinete completo e recursos para aquecimento passivo da câmara. A impressão pode ser feita a partir de projetos em nuvem, acessados pelo serviço BCN3D Cloud.


Parceria no desenvolvimento de materiais
 

Outro fato importante é a associação da empresa espanhola com gigantes do segmento de polímeros para a otimização de perfis de impressão: a BASF e a Mitsubishi Chemical colaboraram no desenvolvimento e fornecimento de materiais que permitem a produção de peças finais em nível fabril, com repetibilidade. É possível imprimir, por exemplo, materiais de alto desempenho, como a poliamida resistente a alta temperatura – 198ºC – (PAHT CF15) ou com fibra de carbono, além de polipropileno com fibra de vidro.


 

foto:Epsilon, impressora espanhola com grande volume de impressão e capacidade de produção em nível fabril

 



Mais Notícias PI



Mobilidade elétrica: novos grades de PPA voltados à inovação sustentável

Empresa desenvolveu novas soluções de poliftalamida (PPA) projetadas para aplicações em componentes de transportes elétricos e em eletrônica de potência.

30/11/2021


Projeto usará embalagens de EPS na produção de peças para eletrodomésticos

Parceria que visa à fabricação de peças para refrigeradores usando embalagens de EPS pretende reaproveitar 200 toneladas de material pós-consumo até o próximo ano.

30/11/2021


ESG na prática no setor de plásticos

Optar pela desafiadora reciclagem de filmes flexíveis levou a Plastiweber a conceber novos produtos e aplicações para os laminados obtidos a partir de material pós-consumo.

30/11/2021