A norte-americana Hewlett Packard (HP) agora tem disponíveis comercialmente no mercado brasileiro os seus modelos MultiJet Fusion de impressoras 3D, a partir de uma parceria firmada com a SKA (São Leopoldo, RS), escolhida devido à sua forte atuação no mercado de software e automação para o setor industrial. 

A duas empresas trabalharam juntas na implementação e instalação de sistemas de impressão 3D da HP na Flex (Sorocaba, SP), multinacional que fornece serviços de manufatura de componentes eletrônicos para diversos segmentos da indústria, e agora passou a usar a manufatura aditiva sob demanda na fabricação de peças individuais ou famílias de peças.

As impressoras da linha MultiJet Fusion se destinam à impressão de peças em material plástico, especialmente para setores como o de eletroeletrônicos, automobilístico, aeronáutico e de saúde. Podem ser usadas tanto para a fabricação de produtos finais como componentes, pré-séries e protótipos. Mas como a personalização de itens é o ponto forte da impressão 3D, a HP implementou na MultiJet Fusion recursos para a impressão de diversas peças diferentes ao mesmo tempo, inclusive coloridas, com velocidade até dez vezes maior do que modelos com tecnologia similar, o que garante a impressão de milhares de peças com a mesma precisão.

As propriedades dos componentes são controladas em cada nível do voxel, o que permite criar produtos antes inconcebíveis, com propriedades físicas como rigidez, flexibilidade, condutibilidade, cores e texturas variáveis.

De acordo com Cláudio Raupp, presidente da HP no Brasil, espera-se que o mercado latino-americano de impressão 3D cresça a uma taxa anual de 25% ao ano num futuro próximo, e o mercado brasileiro é o principal motor desse indicador. Atualmente a fabricação de impressoras 3D da HP está baseada em Singapura. “Porém, uma das características da impressora 3D é que ela pode reproduzir cerca de 145 peças dela mesma, o que torna viável a sua produção local” , afirmou Raupp.

 



Mais Notícias PI



PLA em escala mundial

Joint-venture europeia anuncia para 2024 a entrada em operação de uma unidade de produção de bioplásticos em larga escala.

25/09/2020


PLA em escala mundial

Joint-venture europeia anuncia para 2024 a entrada em operação de uma unidade de produção de bioplásticos em larga escala.

25/09/2020


PP para manufatura aditiva tem aprovação para contato com alimentos

Versões do material atendem aos requisitos da impressão 3D por diferentes métodos.

03/09/2020