Um novo e moderno laboratório de microscopia eletrônica de varredura (MEV) estará disponível para os pesquisadores do Instituto Mauá de Tecnologia (IMT) a partir de abril deste ano. Ele contará com equipamentos para inspeção de aços usináveis nas áreas de motores, ensaios mecânicos, metrologia, construção de máquinas, biologia e microbiologia, alimentos, biotecnologia, polímeros, compósitos, nanomateriais, entre outros. A unidade poderá ser utilizada para estudos e pesquisas e demandas de empresas externas.

 

Unidade laboratorial para serviços de microscopia eletrônica de varredura estará à disposição da indústria

De acordo com informações do instituto, o novo espaço foi concebido em parceria com a Tescan do Brasil Instrumentos Científicos Ltda., subsidiária da Tescan Orsay Holding – fornecedora de tecnologias no segmento de sistemas de microscopia eletrônica e iônica e de microtomografia de raios-X. O novo laboratório disponibilizará aos usuários equipamentos modernos e altamente precisos nas análises, tais como o microscópio eletrônico de varredura (MEV) de quarta geração VEGA LMU, com integração da tecnologia de imagem e análise química, o que abre um novo leque de suporte tecnológico para os diferentes trabalhos de pesquisa e de desenvolvimento científico-tecnológico da instituição.

 

A professora doutora Viviane Tavares de Moraes – líder do grupo de pesquisas de ciências e engenharia de materiais do Departamento de Engenharia Mecânica da Mauá – afirmou que, com esse equipamento, será possível realizar análises com ampliação de até um milhão de vezes, ao passo que se chega a apenas mil vezes com os microscópios ópticos. “Nossos pesquisadores terão à disposição um instrumento de última geração, que garantirá melhor precisão nas análises e contribuirá com o estudo de topografia e fases de materiais”.

 

Segundo o diretor administrativo da Tescan, Rafael Rossetto, entre os diferenciais do microscópio eletrônico VEGA LMU, está a combinação de imagens e a análise de composição elementar ao vivo em uma única janela do software Essence, da Tescan. “Essa combinação simplifica a aquisição de dados morfológicos e elementares da amostra, tornando esse instrumento uma solução analítica eficiente para a inspeção de rotina dos materiais nos laboratórios de controle de qualidade, análise de falhas e pesquisa”.

 

O IMT afirmou ainda que o laboratório atenderá também as demandas de empresas externas, e outras instituições de ensino superior. A cerimônia de inauguração do novo Laboratório de Microscopia Eletrônica foi realizada no dia 8 de abril, no campus de São Caetano do Sul (SP), contando com uma demonstração da funcionalidade do microscópio eletrônico de varredura. 

 

(Foto: divulgação IMT)

 



Mais Notícias MM



Vagas abertas para consultoria gratuita sobre eficiência energética

Programa de orientação de empresas para redução de gastos com energia segue com inscrições abertas.

09/06/2022


Fornecedora de software para usinagem se estabelece no Sul

Prestadora de serviços para ferramentarias situada em SP passou a atuar localmente no Rio Grande do Sul.

08/06/2022


Plataforma EAD promove cursos para o ramo metalmecânico

Treinamentos sobre gestão de parques fabris e equipamentos industriais são indicados para profissionais da usinagem.

01/06/2022