Novidade no mercado de robótica: a multinacional italiana Comau, especializada em soluções de automação industrial, anunciou recentemente o lançamento nacional do protocolo Next Generation Programming Platform. Por meio dele, foi implementado o padrão de comunicação URDI –  Interface Uniforme de Dados Robóticos (do inglês Uniform Robotics Data Interface) – que integra a família completa de robôs da Comau com a biblioteca Siemens Simatic. Com essa integração, segundo as empresas, há uma redução efetiva de custos e tempo de implementação, uma vez que não se fazem necessárias competências específicas em programação de robôs.

Segundo a fabricante, desse modo, as empresas podem evitar uma “curva desafiadora de aprendizagem”, que envolveria a aquisição de conhecimentos de programação de robôs. A automação industrial seria facilitada para os clientes já familiarizados com o uso dos CLPs da Siemens e que desejem iniciar a utilização de robôs articulados: isso resultaria em uma redução de 30% no tempo de programação e 40% no tempo de integração. 

A Comau afirma que o sistema pode atuar nos mais variados setores industriais, em processos como manuseio, manipulação, paletização e logística, entre outros. Além disso, permite a programação virtual, em uma única operação, dos robôs com o controlador de PLC da Siemens: com isso, é possível aperfeiçoar a sequência de programação, fazer o download do programa no local e executar o robôs de maneira imediata. 

#automacaoindustrial: #robotica #robô #industria #comau #siemens #programação 

 



Mais Notícias MM



Retificação: com correção automática de perfil, máquina simplifica usinagem de eixos de rotor

Retificadora cilíndrica Jumat, da Junker, foi desenvolvida sob um conceito flexível, e tem capacidade de realizar medição e correção automática do perfil do rebolo. Com ela, foi possível realizar a usinagem completa de um eixo de compressor do tipo parafuso em uma única configuração

20/07/2021


Matéria-prima: o alumínio pode ganhar espaço na indústria automotiva?

Nesta entrevista exclusiva para a Máquinas e Metais, Paulo Cezar Martins Pereira, Superintendente de Vendas e Marketing da Termomecanica, discorre sobre as vantagens da aplicação desta matéria-prima no setor automotivo. A empresa – importante player da área de transformação de cobre e suas ligas – recentemente ingressou no setor de materiais em alumínio

24/05/2021