Em 2020, foram coletados no Brasil mais de 450 milhões de litros de óleo lubrificante usado em diferentes fontes geradoras, incluindo máquinas industriais. Segundo a Ambioluc – associação de rerrefinadores que reúne quatro empresas de logística reversa e rerrefino de óleo lubrificante usado (OLUC) – um único litro de óleo lubrificante usado é capaz de contaminar 1 milhão de litros de água. Além disso, para cada 10 litros queimados são gerados 20 gramas de metais pesados, segundo dados da Cetesb. 

Criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e celebrado em 5 de junho, o Dia Mundial do Meio Ambiente também tem sido usado para conscientizar as empresas a determinarem metas para minimizar e até mesmo eliminar o impacto gerado no meio ambiente com suas atividades.

No caso da atividade de usinagem, uma das questões importantes é o descarte dos fluidos de corte utilizados em variadas operações. Uma das empresas especializadas no chamado rerrefino de óleo lubrificante usado contaminado é a Lwart Soluções Ambientais, sediada em Lençóis Paulista, SP.

A empresa descreve assim o processo: “O óleo lubrificante é composto por uma grande parcela de óleo mineral, que recebe aditivos para melhoria do seu desempenho. Este óleo mineral presente na sua composição não se degrada durante o uso nas máquinas e motores. E por isso é possível, por meio do processo de rerrefino, separar o óleo mineral contido no óleo lubrificante usado dos demais componentes, como água, aditivos degradados e outros tipos de óleo e combustíveis, recuperando-o incontáveis vezes”. Este processo resulta na produção de óleos básicos de alto desempenho do Grupo II.

Em sua planta, o processo de rerrefino permite o aproveitamento de praticamente 100% do óleo lubrificante usado que entra no processo industrial. Além de extrair o óleo básico mineral, a água presente no resíduo é tratada e, como subprodutos, são produzidos combustível gerador de calor para a própria planta e um composto asfáltico, usado para produção de mantas para impermeabilização de construções civis. 

Segundo dados do Sindicato Interestadual de Lubrificantes (Sindilub), o rerrefino responde por 18% da demanda nacional por óleo básico mineral, o que significa algo em torno de 301 milhões de litros produzidos a partir desse segmento. Outros 40% são provenientes da Petrobrás, enquanto a maior parcela, de 42%, ainda é fruto de importação.

#sustentabilidade #rerrefino #lubrificantes #fluidosdecorte #meioambiente




Mais Notícias MM



Moldes para injeção: fabricante portuguesa faz sua primeira peça por impressão 3D

A aplicação na empresa Erofio foi divulgada pela GE Additive, fabricante da máquina a laser por DMLM que foi utilizada no processo. A impressão 3D levou a uma redução de tempo de 30% em relação ao método tradicional de fabricação

08/06/2021


Furação: Broca de ponta com revestimento de carbono chega ao mercado

Lançamento da Sumitomo voltado para a usinagem em ligas de alumínio e materiais não ferrosos é revestido com o material diamantado

11/05/2021


Moldes e matrizes: sistema a laser pode ser usado para tratamento superficial

Parceria entre o Instituto Senai de Inovação em Sistemas de Manufatura e Processamento a Laser, de Joinville (SC) e as empresas RobotMaster e Kuka tem conduzido projetos aplicando o laser no tratamento superficial de metais

27/04/2021