Natal Pasqualetti Neto*

 

 

Na alimentação de fitas em ferramentas progressivas de estampagem de metais temos que avançar o passo da ferramenta para garantir a qualidade dimensional da peça estampada.

 

 

Para o avanço da fita através da ferramenta é utilizado o alimentador. Existem vários tipos de alimentadores, sendo o mais comum, hoje em dia, o alimentador eletrônico.

 

 

Basicamente, o princípio de funcionamento consiste em dois rolos pressionados um contra o outro, que tracionam a fita, acionados por um servomotor.

 

Este tracionamento da fita é feito por atrito, e esta força de atrito depende da força normal FN.

 

 

 

Lembrem-se que os movimentos feitos por máquinas e equipamentos não são “exatos”. Dependendo do projeto e da qualidade de fabricação, os alimentadores têm menor ou maior precisão. Além disso, as diversas variáveis na sua utilização afetam esta precisão.

 

Supondo que eu tenha uma ferramenta progressiva de passo de 300 mm e o avanço do alimentador está com uma precisão de +0,1 mm, caso tenhamos cinco avanços para obter a peça final, se depender só do alimentador, no final temos uma diferença de +0,5 mm.

 

Portanto, para garantir a medida do avanço é necessário contar com posicionadores mecânicos como, por exemplo, top de parada ou batente de parada da fita nas ferramentas com faca de avanço ou os furos de posicionamento nas ferramentas com pinos-pilotos.

 


 

Mais fatores importantes a considerar

 

 

 

 

 

 

Se o curso da ferramenta for pequeno, com predominância para o corte e furação, a fita pode ficar mais próxima da ferramenta, dando mais firmeza na alimentação.

 

Se o curso da ferramenta for grande, no caso de repuxo, a alimentação da fita deve ficar mais afastada da ferramenta, para dar liberdade de movimentação à fita. Usar um suporte de apoio da fita que acompanhe a movimentação.

 

 

 

 

 

 

Seguindo as recomendações mencionadas acima teremos um avanço correto, e peças estampadas com qualidade dimensional.


 

 

 

*Natal Pasqualetti Neto é engenheiro mecânico pós-graduado em Automação Industrial pelo Centro Universitário FEI (São Bernardo do Campo, SP). Sócio Proprietário da NATAL Treinamento e Consultoria – www.natal.eng.br.



Mais Notícias CCM



Centro de força da ferramenta

Orientações sobre como calcular o centro de forças da ferramenta na prensa de forma a evitar a ocorrência de danos à máquina.

10/04/2024


Prensa mecânica para estampagem – registro de dados para troca de ferramentas

Informações sobre alguns parâmetros de regulagem da prensa para a troca de ferramentas.

11/03/2024


Extrator de peças no martelo

Fatores do uso de extrator de peças em prensas que devem ser considerados na estampagem de chapas metálicas, e atenção às más práticas que podem levar a acidentes.

26/02/2024