A unidade de negócios de Sistemas de Uretano da Lanxess (Colônia, Alemanha) está intensificando o uso de inteligência artificial no desenvolvimento de novas formulações, em parceria com a Citrine Informatics, uma empresa especializada no uso dessa ferramenta no desenvolvimento de novos materiais. O objetivo dessa iniciativa é fornecer a seus clientes formulações de poliuretano sob medida sob prazos mais curtos, incluindo aplicações totalmente novas com diferentes requisitos. A estratégia básica consistirá em associar os dados empíricos medidos já existentes com o conhecimento de especialistas em processo e um algoritmo químico para calcular novas formulações. Isso minimizará o número de medições reais para verificar as conclusões deduzidas pela inteligência artificial, agilizando o desenvolvimento de novos produtos e atendendo melhor os requisitos especificados pelos clientes.

#k2019 #poliuretanos #formulações #inteligênciaartificial



Mais Notícias PI



Momento pós-pandemia favorece o mercado de itens de lazer

Fabricante de gelcoat para acabamento de piscinas já percebe aumento de demanda por este item.

10/08/2020


Novos sistemas para recuperação de plásticos pós-consumo

Linha de reciclagem exposta na feira K

07/11/2019


Pneu termoplástico

Fabricado em material termoplástico, o novo pneu possui maior durabilidade, não fura e pode ser reciclado

06/11/2019