A unidade de negócios de Sistemas de Uretano da Lanxess (Colônia, Alemanha) está intensificando o uso de inteligência artificial no desenvolvimento de novas formulações, em parceria com a Citrine Informatics, uma empresa especializada no uso dessa ferramenta no desenvolvimento de novos materiais. O objetivo dessa iniciativa é fornecer a seus clientes formulações de poliuretano sob medida sob prazos mais curtos, incluindo aplicações totalmente novas com diferentes requisitos. A estratégia básica consistirá em associar os dados empíricos medidos já existentes com o conhecimento de especialistas em processo e um algoritmo químico para calcular novas formulações. Isso minimizará o número de medições reais para verificar as conclusões deduzidas pela inteligência artificial, agilizando o desenvolvimento de novos produtos e atendendo melhor os requisitos especificados pelos clientes.

#k2019 #poliuretanos #formulações #inteligênciaartificial



Mais Notícias PI



PLA em escala mundial

Joint-venture europeia anuncia para 2024 a entrada em operação de uma unidade de produção de bioplásticos em larga escala.

25/09/2020


PLA em escala mundial

Joint-venture europeia anuncia para 2024 a entrada em operação de uma unidade de produção de bioplásticos em larga escala.

25/09/2020


Financiamento para máquinas e equipamentos

Empresa alemã recebe aval do Banco Central para atuar como banco no Brasil e oferecer opções de crédito para aquisição de equipamentos, inclusive no setor de plásticos.

23/09/2020