A Storopack, companhia alemã com subsidiária na cidade de São Paulo (SP), apresentou no início de novembro o FOAMplus Bag Packer³, a terceira geração do seu sistema de espuma in bag voltado para a produção de embalagens com espuma para proteção personalizada de peças e produtos que serão submetidas a transporte ou armazenamento.

 

Em meio à crescente demanda por embalagens para transporte de mercadorias, em função também do aumento das compras online nos últimos dois anos (em parte impulsionado pela Covid-19), a Storopack disponibilizou para a indústria sua nova solução, baseada no uso de poliuretano (PU), que pode ser uma alternativa às embalagens feitas de poliestireno expandido (EPS) ou às de polipropileno expandido (EPP). As embalagens de espuma se adaptam ao contorno do produto embalado graças ao sistema automático de espuma in bag.

 

 

O sistema FOAMplus Bag Packer³ produz os bags, sacos plásticos de polietileno de alta densidade (PEAD) que são preenchidos com uma mistura à base de dois componentes, os quais reagem entre si produzindo a espuma de poliuretano (PU) que se expande dentro do saco durante alguns segundos até sua cura (endurecimento) total. Assim, o bag ocupa os espaços vagos da caixa, por exemplo, adaptando-se ao contorno dos produtos e  acomodando-os de forma individualizada, de acordo com sua forma. A seguir é possível assistir o vídeo da companhia sobre o funcionamento e aplicabilidade de uma das versões do sistema:

 

 

Apesar de a espuma universal FOAMplus possuir uma densidade consideravelmente mais baixa do que as presentes no mercado, ela possui um bom desempenho de amortecimento. Os tipos de espuma originadas podem se distinguir por fatores como espessura, densidade, resistência mecânica e efeito de amortecimento, os quais, segundo a empresa, podem ser adaptados especificamente para a necessidade de cada produto de seus clientes.

Os filmes usados são produzidos pela própria Storopack, a fim de assegurar a consistência e garantia de entrega. Três películas estão disponíveis, em modelos padrão, antiestática e de separação. Esse último é voltado ao processo Hand Packer, em que a espuma é aplicada manualmente.

 

O sistema é capaz de processar filmes com diversas larguras e comprimentos, permitindo a melhor escolha, com base nas dimensões do produto a ser embalado. A máquina opera somente com sistema elétrico, e possui um visor de 10 polegadas que permite ampla operação do software, com ajuste por toque de variáveis como tamanho e  volume de enchimento, programação das sequências de bags e armazenagem dos tamanhos de embalagem pré-definidos no sistema, via códigos de barras. Assim que são lidos pelo equipamento, eles dão início aos bags exatos para aquele produto.

 

De acordo com um arquivo informativo, disponível no site da companhia, as almofadas de espuma podem ser reutilizadas para vários envios do mesmo produto e os resíduos pós-consumo ou de produção podem ser utilizados como combustível para sistemas modernos de produção de energia. O sistema FOAMplus Bag Packer³ está disponível na Europa, América do Sul e Ásia.


 

(Fotos: Storopack)

#espuma #poliuretano #embalagemdetransporte



Mais Notícias PI



Menos produtos descontinuados na indústria

Associação Brasileira de Automação (GS1 Brasil) apurou uma menor taxa de “descontinuação” de linhas de produtos na indústria, um sinal de recuperação das atividades.

26/05/2022


Impressora 3D é divulgada em feira

Equipamento conta com câmara ativamente aquecida e pode processar materiais como PA e PC.

24/05/2022


Mais aproveitamento na reciclagem de fios e cabos 

Empresa do ABC paulista desenvolveu maquinário que separa o material polimérico dos metais presentes em fios e cabos, garantindo, em alguns casos, 99,9% de pureza para o cobre obtido.

26/05/2022