Um relatório recente apresentado pela Kaspersky, empresa de cibersegurança com subsidiária em São Paulo (SP), com dados do segundo semestre de 2020, mostra que ataques contra sistemas de controle industriais (ICS) cresceram após 12 meses de queda.

 

Segundo informações da companhia, a porcentagem de computadores de ICS atacados nos últimos seis meses do ano passado foi de 33,4%, com um aumento de 0,85 ponto percentual. 

 

Porcentagem de computadores de ICS com bloqueio de programas maliciosos em cada setor

 

Dentre os setores investigados, as maiores porcentagens de computadores de ICS atacados foram nos setores de petróleo & gás (com 46,7% e um aumento de quase sete pontos percentuais em relação ao primeiro semestre de 2020), de engenharia & integração de ICSs (com 44% e um aumento de 6,2 pontos percentuais em relação ao primeiro semestre de 2020), e de energia (com 39,3% e um aumento de quase 8 pontos percentuais). Outros dois setores investigados (automação predial e indústria automotiva) também tiveram um aumento no percentual de computadores de ICS em que foram bloqueados anexos maliciosos.

 

De acordo com a companhia, a falta de segurança no setor industrial tem potencial devastador, seja pelos danos causados por interrupção da produção ou pelos prejuízos financeiros. Os “segredos industriais” são informações de extremo valor e é por isso que este segmento tende a ser um alvo atraente para ataques online.

 

Desde o segundo semestre de 2019, especialistas da Kaspersky haviam observado um declínio na quantidade de computadores de ICS atacados por programas maliciosos. Porém, a situação mudou no segundo semestre de 2020, quando esses ataques começaram a crescer novamente em quase todos os índices monitorados pela empresa.

 

O relatório mostra ainda que foram bloqueadas 5.365 famílias diferentes de malware nos sistemas industriais, um aumento de 30% em relação ao primeiro semestre de 2020. As ameaças mais importantes foram os backdoors (perigosos trojans que visam obter acesso remoto à máquina infectada), spyware (programas para roubar dados), outras variedades de trojans, scripts e documentos maliciosos.

 

Número de famílias de malware bloqueadas em computadores de ICS por semestre (2019-2020)

 

Outro dado que reforça a tendência de crescimento dos ataques online é que 62% dos países pesquisados apresentaram aumento de computadores de ICS atacados. Além disso, em 73,4% de todos os países examinados, a porcentagem de computadores de ICS que receberam anexos maliciosos via e-mail também cresceu.

 

Roberto Rebouças, gerente-executivo da Kaspersky no Brasil, afirmou que “É muito interessante verificar como o combate à pandemia da Covid-19 afetou as atividades maliciosas nos setores industriais. As tradicionais quedas que ocorrem no meio do ano e em dezembro, por conta das férias, não existiram em 2020. Também chama atenção o grande interesse dos cibercriminosos pelos setores de energia e petróleo – segmentos essenciais que nunca pararam, independente do nível de restrições vigente.”

 

Para manter os sistemas industriais protegidos, a companhia recomenda: atualizar regularmente os sistemas operacionais e os programas que fazem parte da rede industrial da empresa; aplicar as correções de segurança assim que forem disponibilizadas; realizar regularmente auditorias de segurança nos sistemas operacionais (OT) para identificar e eliminar possíveis vulnerabilidades; utilizar soluções de monitoramento, análise e detecção do tráfego de rede ICS para se proteger de ciberataques;  disponibilizar treinamentos específicos de segurança de sistemas industriais (ICS), tanto para a equipe de TI quanto para a equipe de OT; oferecer à equipe acesso a relatórios de inteligência (Threat Intellligence) atualizados para aumentar o nível de proteção dos sistemas de controle industrial; entre outras soluções de prevenção.

 

Para ler o relatório completo, com o cenário de ciberameaças em ICSs no segundo semestre de 2020, acesse o site do Kaspersky ICS CERT.

 

(Fotos: Kaspersky)

#ciberseguranca #ataquecibernetico #kaspersky #segurancadedados



Mais Notícias PI



Mobilidade elétrica: novos grades de PPA voltados à inovação sustentável

Empresa desenvolveu novas soluções de poliftalamida (PPA) projetadas para aplicações em componentes de transportes elétricos e em eletrônica de potência.

30/11/2021


Projeto usará embalagens de EPS na produção de peças para eletrodomésticos

Parceria que visa à fabricação de peças para refrigeradores usando embalagens de EPS pretende reaproveitar 200 toneladas de material pós-consumo até o próximo ano.

30/11/2021


ESG na prática no setor de plásticos

Optar pela desafiadora reciclagem de filmes flexíveis levou a Plastiweber a conceber novos produtos e aplicações para os laminados obtidos a partir de material pós-consumo.

30/11/2021