Um ótimo desempenho e eficiência energética são dois pontos fundamentais na utilização de um sistema de ar comprimido nas indústrias. Sendo assim, um parque industrial deve ser analisado de maneira estratégica, buscando novas tecnologias e materiais, com um objetivo comum a todo empreendimento: eficiência energética, produtividade, redução de custos e qualidade do produto.

 

Mas mesmo estabelecendo todas essas metas, nem sempre é possível saber quando é o momento ideal para realizar mudanças, assim como os benefícios que elas podem trazer. O gerente de produtos da divisão Compressor Technique, da Atlas Copco Brasil, Cleberson Oliveira, explica que é preciso responder algumas perguntas para tomar essa decisão de forma mais assertiva.

 

“Há necessidade de redução na conta de energia elétrica? Os compressores da empresa têm mais de 10 anos? Existem quedas de pressão repentinas na sua rede de ar? Essas e outras avaliações são necessárias para que os nossos consultores avaliem as condições do parque industrial e consequentemente possam oferecer a solução mais adequada para cada planta”, afirmou.

 

 

Com a capacidade dos equipamentos alinhada às necessidades de produção é possível garantir a eficiência em todos os processos, muitas vezes, necessitando de uma renovação total do parque industrial para otimizar o sistema e garantir alto desempenho com o mínimo consumo de energia.

 

 

Veja abaixo 7 motivos para a renovação do sistema de ar comprimido preparados por Cleberson Oliveira.

 

 

1. Aumento da confiança nos equipamentos

As máquinas industriais são como um carro. Se você possui um veículo com muitos anos de uso e uma tecnologia ultrapassada, é maior a probabilidade de surgirem problemas inesperados.

Como a baixa confiabilidade significa custos altos e muita dor de cabeça, já não há mais espaço para ela em uma indústria competitiva. Substituir compressores antigos por versões mais modernas garante maior tranquilidade.

 

 

2. Menor consumo de energia

Assim como um carro com muitos anos de uso consome muito combustível, máquinas com muitos anos de uso utilizam uma quantidade excessiva de energia, o que afeta diretamente os custos de produção. Já um sistema de ar comprimido mais moderno proporciona reduções significativas nesses valores.

 

 

3. Máquinas antigas demandam mais manutenção

Já parou para calcular o quanto você gasta com os consertos constantes no seu sistema de ar comprimido? A atual oferta de maquinário trouxe autonomia e reduziu de forma drástica as necessidades de atenção e ajustes. A renovação do parque industrial pode ser uma forma mais produtiva de investir esse valor.

 

 

4. Otimização do espaço produtivo

Investir em máquinas mais modernas significa ganhar espaço físico na própria indústria, já que elas estão cada vez mais arrojadas e compactas.

 

 

5. Alinhamento entre produção e demanda

Há também uma inteligência em jogo: a produção não precisa mais ficar estocada ou esperando pedidos. As novas tecnologias permitem produzir conforme for necessário, de maneira efetiva e customizada.

 

 

6. A renovação permite adequar a configuração dos equipamentos ao real dimensionamento da rede

Um parque de máquinas não cresce de forma linear: mais demanda de ar pode não significar necessidade de novos equipamentos, mas sim uma reavaliação do sistema existente. Para alcançar a eficiência necessária é preciso avaliar seu parque industrial em busca da melhor configuração possível.

 

 

7. Reaproveitamento de água e energia do sistema de ar comprimido

Os compressores mais modernos já possuem secadores integrados, permitindo que tanto o ar quanto a água quente que são originados pela compressão de ar possam ser reaproveitados. Assim, é possível economizar ainda mais energia.


 

 

Foto: Pixabay

 

 

#AtlasCopco #ArComprimido #Industrial #Plásticos

 



Mais Notícias PI



Poli(butileno adipato-co-tereftalato) (PBAT)

Ficha técnica com as principais características, aplicações e propriedades do poli(butileno adipato-co-tereftalato) (PBAT).

26/11/2021


Nova paleta de cores para plásticos inspirada no Brasil

Catálogo de cores para o mercado brasileiro de plásticos foi elaborado a partir de estudo que contou com a colaboração de fornecedores de masterbatches e fabricantes de peças plásticas. As paletas são indicadas para utensílios domésticos, brinquedos e diversos itens.

26/11/2021


Fontes alternativas de energia para o setor de plásticos

Evento online vai discutir o uso de sistemas fotovoltaicos e de geradores na indústria do plástico, contando ainda com o depoimento de um empresário do setor de fabricação e reciclagem de produtos plásticos que contabiliza ganhos após a instalação de um sistema fotovoltaico em sua empresa.

23/11/2021