A norte-americana ActivArmor desenvolveu um processo de impressão 3D para fabricação de dispositivos externos para imobilização dos movimentos dos membros em maerial plástico, em alternativa aos moldes de gesso convencionais.

 

Os moldes ortopédicos são produzidos sob medida usando o copolímero acrilonitrila-butadieno-estireno (ABS). Para a fabricação da tala o paciente é submetido a um escâner corporal que mapeia e mensura as dimensões do membro a ser reparado em cerca de 30 segundos, com precisão de até 0,5 mm. A partir dos dados obtidos o dispositivo é impresso pelo processo de FDM (fusão por deposição de material ou fused deposition modeling, em inglês), seguido de acabamento.

 

Algumas vantagens que a estrutura em plástico apresenta estão diretamente ligadas às propriedades do material. Características como, por exemplo, baixa densidade, impermeabilidade, rigidez, boa resistência mecânica, alta moldabilidade e possibilidade de diversos desenhos garantem ao dispositivo vantagens como: possibilidade de movimentação do membro com menor esforço físico, menor volume ocupado, melhor respiração da pele, evita o acúmulo de suor e permite contato com água e ambientes úmidos.

 

As estruturas são produzidas de forma modular. Duas partes contrapostas se encaixam no membro e são travadas por meio de um clipe de bloqueio, facilitando a remoção da órtese, quando necessário, para avaliação ou exames e recolocação imediata, diferentemente do gesso, que é cortado, descartado e demandaria a confecção de um novo molde, consumindo mais tempo e gerando mais resíduos.

 

 

O ActivArmor pode ser aplicado em pacientes de várias idades, desde crianças até idosos, em modelos que imobilizam apenas a mão até mão e antebraço, de acordo com a necessidade do paciente. Pode ainda ser fabricado em diversas cores, tais como: preto, branco, azul-claro e escuro, vermelho, amarelo, verde, laranja, roxo e rosa. A desenvolvedora quer ampliar seu mercado e busca empresas em outros países que tenham interesse em adquirir o processo e comercializá-lo sob sua própria marca.

 

#impressao3d #abs #ortesesplasticas



Mais Notícias PI



Momento pós-pandemia favorece o mercado de itens de lazer

Fabricante de gelcoat para acabamento de piscinas já percebe aumento de demanda por este item.

10/08/2020


Aditivo antimicrobiano para plásticos tem eficácia comprovada contra o novo coronavírus

Disponível no Brasil desde 2016 e fornecida na forma líquida ou em grânulos, a substância foi avaliada e teve sua eficácia comprovada em testes laboratoriais que apontaram a redução de mais de 99,84% do coronavírus presente nas superfícies dos plásticos analisados.

05/08/2020


Filme plástico antiembaçante facilita a comunicação

Desenvolvimento surgiu da demanda por máscaras faciais de proteção para pessoas com deficiência auditiva e que fazem leitura labial.

31/07/2020