O Brasil tem uma planta de produção, caracterização e aplicação de grafeno – o material que desperta cada vez mais o interesse da indústria por suas propriedades especiais: leveza, resistência duzentas vezes maior que a do aço e excelentes condutibilidade térmica e elétrica, entre outras vantagens. A USC GRAPHENE, localizada na Universidade de Caxias do Sul (UCS), no Rio Grande do Sul, detém o status de primeira e maior iniciativa do gênero em escala industrial na América Latina.

Inaugurada oficialmente durante a primeira Feira Brasileira do Grafeno, realizada na UCS neste mês, a área de produção está inserida no Parque de Ciência, Tecnologia e Inovação TecnoUCS foi criado após quase duas décadas de pesquisas avançadas promovidas pela entidade acadêmica para a geração de grafeno em alta qualidade, além de seus derivados e outros nanomateriais. Está em funcionamento desde março do ano passado e tem capacidade instalada de produção de 5 mil kg/ano.

 #grafeno #industria #uscgraphene #nanomaterial #ucs #brasil

 







 




Mais Notícias MM



Retificação: com correção automática de perfil, máquina simplifica usinagem de eixos de rotor

Retificadora cilíndrica Jumat, da Junker, foi desenvolvida sob um conceito flexível, e tem capacidade de realizar medição e correção automática do perfil do rebolo. Com ela, foi possível realizar a usinagem completa de um eixo de compressor do tipo parafuso em uma única configuração

20/07/2021


Pesquisa: SENAI cria quatro categorias para investir em novos projetos industriais

Entidade reservou R$ 4,8 milhões para trabalhos desenvolvidos para os segmentos de Chamada Regional, Missão Industrial, Startup.Tech e Agenda.Tech

05/07/2021


Furação: sistema de furação em única etapa para fixadores aeroespaciais

Lançado pela empresa Kennametal, equipamento modular de alta precisão é indicado em aplicações realizadas pela indústria aeroespacial

21/06/2021