Presidente da Câmara Setorial de Máquinas e Implementos Agrícolas (CSMIA) da ABIMAQ, Pedro Estevão Bastos foi porta-voz de projeções positivas para o segmento, divulgadas em dezembro. Segundo a entidade, as vendas devem apresentar crescimento real de 12% (descontada a inflação) e 20% de nominal em 2020 em relação ao ano passado e com faturamento estimado em R$ 20,5 bilhões. “Tivemos uma ótima safra agrícola, as exportações do agronegócio bateram recordes e a valorização do dólar em 30% propiciaram uma grande rentabilidade para os agricultores das culturas de exportação como soja, milho, café, algodão, laranja, celulose e carnes”, ressalta.

Para o presidente da CSMIA, o cenário para a indústria de máquinas agrícolas para 2021 continua positivo. “O Brasil se tornou um grande fornecedor de alimentos para o mundo, principalmente para Ásia onde as áreas aráveis para cultivo estão em grande parte tomadas. No entanto, a população cresce numericamente e aumenta sua renda, demandando alimentos e o Brasil prossegue como um dos grandes fornecedores desse mercado. Baseada nessa conjuntura, a previsão para o próximo ano é de um crescimento real de 3% (descontada a inflação) e nominal de 10% nas vendas, chegando a R$ 21,9 bilhões de faturamento”.

 



Mais Notícias MM



Mercado: setor de autopeças deve obter excelentes números em 2021

Levantamento da Sindipeças aponta que alta dos negócios no setor será de 25,5% em relação ao ano passado, com resultados ainda mais positivos em 2022

28/09/2021


Mercado internacional: Alemanha obtém alta na venda de máquinas-ferramentas

Terceiro trimestre obteve encomendas 103% maiores em relação às registradas no ano passado, confirmando tendência positiva observada nos três meses anteriores

31/08/2021


Balanço: Indústria de máquinas e equipamentos tem bom desempenho em junho

Setor registra números positivos em vendas, receita líquida, exportação, importação e vagas de emprego, de acordo com informações da Abimaq

03/08/2021