A Lecar, Indústria Brasileira de Automóveis Elétricos, com sede em Barueri (SP), anunciou que suas atenções serão voltadas para a fabricação de veículos híbridos. Assim, a companhia não vai mais se dedicar à produção de carros elétricos, que era o seu objetivo em janeiro de 2024, conforme anunciado por Flávio Figueiredo Assis, fundador da empresa (foto). 

 

No que tange aos motivos que levaram à mudança de estratégia, de acordo com informações divulgadas à imprensa, os novos planos para a empresa foram baseados primeiramente em estudos que indicaram fatores desfavoráveis à produção de veículos elétricos no Brasil, pelo menos em um primeiro momento. De acordo com Flávio, “estamos muito longe de termos a quantidade de carregadores necessária para popularizar este tipo de veículo em todo o País. Precisaremos de bilhões em investimentos para termos as condições adequadas”.

 

Os esforços da Lecar serão redirecionados para o desenvolvimento de veículos com motor flex e com tração 100% de motor elétrico, tendo como base o seu modelo híbrido 459. Flávio comentou sobre este assunto, enfatizando a importância do etanol, combustível com o qual pode ser abastecido o modelo de veículo mencionado acima: “Com ele, 80% das emissões de CO2 de um motor a combustão são compensadas pelo seu próprio cultivo, o que fez com que priorizássemos essa matéria-prima, pensando em um uso mais eficiente do veículo pela população. A ideia, agora, é que nossa tecnologia híbrida flex a etanol proporcione uma autonomia de 1 mil quilômetros com 30 litros desse combustível”.

 

A partir dessa mudança, a companhia pretende anunciar em breve a previsão de chegada do seu primeiro modelo de veículo híbrido ao mercado brasileiro. Mais conteúdo sobre o setor automotivo você encontra na seção Notícias, em nosso site.

__________________________________________________________________________________

Assine a Giro Rápido, a newsletter quinzenal da Máquinas e Metais, e receba informações sobre mercado e tecnologia para o setor de usinagem. Inscreva-se aqui.

__________________________________________________________________________________
 

Imagem: Lecar/Divulgação.

 

Leia também: 

 

Veículos elétricos serão o foco de centro de pesquisas da BYD

 

MWM, uma empresa Tupy, investe em peças de reposição e em novo motor para o setor de defesa.

 

#Lecar #VeículosHíbridos #MáquinaseMetais



Mais Notícias MM



Recuperação de máquinas industriais atingidas por enchentes no RS

As recomendações para a restauração de máquinas para usinagem e outros equipamentos atingidos pelas inundações no Rio Grande do Sul incluem a remoção e a limpeza de peças mecânicas e componentes eletrônicos.

20/06/2024


Perspectivas para o setor de manufatura em 2024

Como as empresas do setor de manufatura, e inclusive as de usinagem, podem se adaptar aos atuais desafios? Investir em ferramentas digitais e na integração delas à produção no chão de fábrica é um dos possíveis caminhos.

24/05/2024


Segurança e saúde no ambiente fabril

Medidas de proteção à saúde de colaboradores que operam máquinas industriais e análise de riscos são considerações feitas por especialista em segurança industrial.

29/04/2024