O Brasil tem uma planta de produção, caracterização e aplicação de grafeno – o material que desperta cada vez mais o interesse da indústria por suas propriedades especiais: leveza, resistência duzentas vezes maior que a do aço e excelentes condutibilidade térmica e elétrica, entre outras vantagens. A USC GRAPHENE, localizada na Universidade de Caxias do Sul (UCS), no Rio Grande do Sul, detém o status de primeira e maior iniciativa do gênero em escala industrial na América Latina.

Inaugurada oficialmente durante a primeira Feira Brasileira do Grafeno, realizada na UCS neste mês, a área de produção está inserida no Parque de Ciência, Tecnologia e Inovação TecnoUCS foi criado após quase duas décadas de pesquisas avançadas promovidas pela entidade acadêmica para a geração de grafeno em alta qualidade, além de seus derivados e outros nanomateriais. Está em funcionamento desde março do ano passado e tem capacidade instalada de produção de 5 mil kg/ano.

 #grafeno #industria #uscgraphene #nanomaterial #ucs #brasil

 







 



Mais Notícias MM



Retificação de médias e grandes séries de peças

Nova linha de retificadoras comporta rebolos de até 610 mm de diâmetro e tem a aplicação de fluído refrigerante modulada conforme o tipo de operação a ser realizada.

24/06/2022


Estudo prevê bom desempenho para o mercado de manufatura inteligente

Tecnologias habilitadoras e crescimento por regiões são temas do estudo de 320 páginas que projeta forte crescimento para o mercado de fabricação inteligente.

09/06/2022


Análise e troca automática de pastilhas de corte

Sistema digital desenvolvido pelo Instituto Fraunhofer IPK monitora a condição das ferramentas e realiza a sua troca de forma automática.

06/06/2022