O SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) anunciou, no último dia 30 de junho, a criação de mais quatro categorias em que irá investir em projetos de pesquisa e inovação de empresas e startups: Chamada Regional, Missão Industrial, Startup.Tech e Agenda.Tech. Estes setores receberão R$ 4,8 milhões para o desenvolvimento de produtos, processos e serviços que visam aumentar a competitividade e a produtividade da indústria brasileira.

A categoria de Chamada Regional foi criada para remunerar os trabalhos propostos pelos Departamentos Regionais do SENAI, enquanto os outros três setores miram a elaboração de projetos P&D, prova de conceito e estudos setoriais na indústria local.

As startups, micros e pequenas companhias de tecnologia interessadas em participar da iniciativa podem consultar os desafios, propostos por médias e grandes indústrias, e enviar as suas ideias na Plataforma Inovação para a Indústria, criada pelo SENAI e pelo SESI (Serviço Social da Indústria). As propostas selecionadas pelas duas entidades receberão recursos e apoio para que sejam desenvolvidas, passando por processos de validação, em um período de 12 a 36 meses, dependendo da categoria. 

Além dos recursos injetados nas novas categorias, o SENAI também vai aportar R$ 42 milhões na categoria Rota 2030, direcionado à melhoria da inserção da indústria automotiva brasileira no cenário internacional. Os projetos relativos ao Projeto Prioritário Alavancagem de Alianças para o Setor Automotivo, que pertence ao setor, têm como foco o desenvolvimento de competências, a melhoria na eficiência da cadeia produtiva e o aumento de recursos para Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I).

#senai #inovacao #industria #projetos #startup #P&D #sesi



Mais Notícias MM



Competitividade: Câmara i4.0 divulga plano de ação para indústria 4.0 no Brasil

Documento elaborado por órgão ligado ao Ministério da Ciência e Tecnologia enumera ações e projetos voltados à disseminação de tecnologias para aumento da competitividade

24/05/2021