Um dos principais especialistas na fabricação de moldes para injeção de termoplásticos, o grupo Erofio, de Portugal, foi escolhido pela GE Additive para testar sua máquina de impressão a laser M Line. O modelo, que estará disponível para o mercado ainda este ano, foi usado para imprimir o núcleo de um molde em aço-ferramenta M300, para trabalho a quente. Como principais características, ele possui mais de oito canais de resfriamento internos, conformados de forma independente, estendendo-se por oito metros de comprimento e entre cinco a oito milímetros de diâmetro. Com o suporte remoto da GE Additive de Lichtenfels, Alemanha, a peça foi impressa com sucesso em sua primeira tentativa, durante um período de seis dias, no último mês de maio.

A divulgação feita pela GE Additive – divisão da GE voltada para a manufatura aditiva – ressalta que foram necessários apenas três meses desde a instalação da máquina até a primeira impressão. Ainda segundo a empresa, além dos benefícios da liberdade geométrica no projeto de canais internos, o uso de manufatura aditiva reduziu os requisitos de acabamento em 90%. Outra vantagem identificada, quando comparada aos processos convencionais de fabricação, foi a redução do tempo total de fabricação – do pó à montagem do molde – em 30%.

A equipe de fabricação aditiva, liderada por Luís Santos, já era usuária da tecnologia desenvolvida pela GE Additive, especificamente do sistema Concept Laser M2. Por esta razão, optaram por um parâmetro existente – já desenvolvido para o Concept Laser M2 Series 5 – e fizeram apenas alterações mínimas para adaptá-lo ao sistema M Line.

Legenda: Visualização 3D interna do núcleo a ser impresso, mostrando os oito canais de resfriamento independentes

Legenda: Máquina imprimindo uma camada do núcleo do molde

 

#manufaturaaditiva #MA #3Dprinting #impressao3D #additivemanufacturing #moldes #moldesematrizes #injectmoulding #moldcooling  #resfriamentodemoldes




Mais Notícias MM



Moldes e matrizes: sistema a laser pode ser usado para tratamento superficial

Parceria entre o Instituto Senai de Inovação em Sistemas de Manufatura e Processamento a Laser, de Joinville (SC) e as empresas RobotMaster e Kuka tem conduzido projetos aplicando o laser no tratamento superficial de metais

27/04/2021