Boas notícias para a indústria de máquinas surgem na Espanha, décimo maior fabricante e exportador de máquinas-ferramentas do mundo: neste ano, a tendência é de que os números de mercado sejam muito superiores aos apresentados no ano passado, que foram impactados em função da pandemia do coronavírus. Para a AFM Cluster (Associação Espanhola de Fabricantes de Máquinas-Ferramentas, Acessórios, Peças e Equipamentos), a previsão de crescimento das vendas para 2021 pode atingir uma taxa entre 12% e 15%.

De acordo com a associação, a recuperação começou no último trimestre de 2020 e tem permanecido constante nos primeiros meses deste ano. Outros fatores que devem contribuir para o aquecimento do mercado são a reativação da economia nos EUA por conta de medidas implantadas pelo governo Joe Biden, a alta na procura entre os chineses por equipamentos de usinagem e as projeções positivas para o mercado na Europa no próximo semestre, impulsionadas pelo avanço na vacinação contra a covid-19.

Em relação ao ano passado, os negócios foram 19,65% menores do que em relação a 2019 (1,32 milhões de euros ante 1,65 milhões de euros), índice que está de acordo com a queda mundial observada no setor, que foi de 19,18%. No país europeu, a área que mais sofreu perdas foi a de metalurgia, com uma diminuição de 21,82%. Reduções significativas também ocorreram nos departamentos de equipamentos de cortes de metal (18,68%), ferramentas e componentes (15%), outras máquinas (17,72%) e acessórios (52,76%).

Já as exportações caíram 22,25% em função das restrições de viagens e transporte provocadas pela epidemia do Covid-19, atingindo 1 milhão de euros, o equivalente a 76% da produção total. No que diz respeito a vendas domésticas, a queda foi de 13,41%. As encomendas de produtos foram 23,5% menores em 2020, mas os números melhoraram a partir do mês de outubro e continuaram bons no primeiro semestre deste ano: por este motivo, a previsão é de uma alta de cerca de impressionantes 25% até dezembro.

#maquinas-ferramenta #maquinasdeusinagem #usinagem #espanha #mercado




Mais Notícias MM



Feiras: BI-MU confirma próxima edição para 2022

Tradicional encontro do setor de usinagem será realizado no mês de outubro, em Milão, em trabalho conjunto inédito com a Xylexpo, evento dedicado à indústria de madeira e móveis

08/06/2021


Matéria-prima: o alumínio pode ganhar espaço na indústria automotiva?

Nesta entrevista exclusiva para a Máquinas e Metais, Paulo Cezar Martins Pereira, Superintendente de Vendas e Marketing da Termomecanica, discorre sobre as vantagens da aplicação desta matéria-prima no setor automotivo. A empresa – importante player da área de transformação de cobre e suas ligas – recentemente ingressou no setor de materiais em alumínio

24/05/2021


Mercado: setor de máquinas agrícolas comemora alta de 40% nas vendas

De acordo com especialistas, fatores como o câmbio valorizado, a tendência de alta no PIB e o aquecimento do mercado de soja e milho devem melhorar ainda mais a situação

24/05/2021