Aos poucos, os veículos movidos a eletricidade estão se tornando uma realidade no mercado brasileiro, aumentando as oportunidades aos empreendedores que investem no segmento. A Ambev é mais uma empresa de grande porte a apostar nesta tendência, fechando acordo recente com a FNM (Fábrica Nacional de Mobilidades) para a aquisição de mil caminhões elétricos e vans. 

Destinada ao transporte dos produtos comercializados pela Ambev, a frota está sendo desenvolvida pela Agrale, com quem a FNM possui parceria de cooperação técnica. Os testes para a montagem dos equipamentos foram iniciados em dezembro do ano passado na unidade 2 da montadora, localizada na cidade de Caxias do Sul (RS). A produção em série deve ser iniciada em fevereiro ou março deste ano.

Os veículos terão autonomia programada para rodar 100 km, podendo chegar até 500 km sem necessidade de reabastecimento, a ser realizado nos centros de distribuição da Ambev em um período de até 4 horas. Com sistema anticolisão e conectados aos sistemas da fabricante de bebidas, terão a capacidade de fornecer ao motorista informações em tempo real sobre rota, trânsito, trajeto e desempenho. 

A entrega dos produtos está prevista para 2023, ano em que a fabricante de bebidas pretende ter metade de sua frota rodando com energia limpa. Cada caminhão elétrico, segundo a empresa, deixará de emitir 126 mil quilos de CO2 para o meio ambiente. 

De volta ao mercado

O projeto marca o retorno da FNM, conhecida no mercado brasileiro como “Fenemê” até o fim dos anos 80, quando encerrou as suas atividades. A grande diferença é que, antes denominada Fábrica Nacional de Motores, agora a empresa se chama Fábrica Nacional de Mobilidades e com foco exclusivo em caminhões e vans elétricas, além do serviço de RePower (transformação de veículos a diesel em elétricos).

Com visual e logomarca que remetem à antiga fabricante, os produtos desenvolvidos pela empresa terão boa parte de suas peças importadas dos EUA e serão montados nas dependências da Agrale em Caxias do Sul. Os veículos deverão ter, além de telas e sistemas de monitoramento, recursos como alertas para a mudança involuntária de faixa e de distração do motorista. Por enquanto, dois modelos estarão à venda, que não terá concessionárias: o FNM 832 (foto acima), que tem Peso Bruto Total (PBT) de 13 toneladas e 6,2 m de comprimento; e o FNM 833, com 18 toneladas e 7,2 metros de comprimento.



Mais Notícias MM



Oportunidade: Setor ferroviário brasileiro vive boom de projetos

Programa do governo federal, que pretende facilitar a concessão de linhas férias, já recebeu pedidos para a autorização de iniciativas com mais de R$ 60 bilhões de investimentos

14/09/2021


Mercado internacional: Alemanha obtém alta na venda de máquinas-ferramentas

Terceiro trimestre obteve encomendas 103% maiores em relação às registradas no ano passado, confirmando tendência positiva observada nos três meses anteriores

31/08/2021


Tornos suíços: fabricante inaugura showroom em Campinas

Espaço montado pela multinacional suíça Tornos Group exibe os principais equipamentos da empresa, além de espaço para treinamentos, sala para negócios, área bistrô e lounge

17/08/2021