No levantamento divulgado pela associação dos fabricantes de máquinas da Alemanha (VDW) referente ao segundo trimestre de 2020, nem todos os números foram negativos. Apesar de as encomendas terem sido 46% menores do que em igual período do ano anterior (36% no mercado interno e 51% para o exterior), a entidade aponta que a crescente queda nas vendas pode já ter atingido o piso: em junho, pois houve um aumento significativo no comparativo com abril e maio. O clima de otimismo também é justificado pelo Índice de Gestores de Compras (PMI) de China, EUA e a zona do euro, importante termômetro econômico que atingiu em julho índice próximo aos 50 pontos, que indicam crescimento.

Alguns dos setores indicados pela associação para liderar uma possível retomada dos negócios são o de expansão da tecnologia de 5G e ligada aos setores médicos e à engenharia mecânica. No entanto, a possibilidade nada remota de uma nova onda de infecção por coronavírus em diversas regiões do mundo torna o cenário econômico ainda incerto.



Mais Notícias MM



Fornecedora de software para usinagem se estabelece no Sul

Prestadora de serviços para ferramentarias situada em SP passou a atuar localmente no Rio Grande do Sul.

08/06/2022


Dicas para fornecedores e compradores do ramo de usinagem

E-book lançado por empresa brasileira aborda a análise de projetos e equalização de propostas comerciais.

30/05/2022


Economia de carbono neutro na metalmecânica

Fabricante de rodas e autopeças inicia programa com o objetivo de alcançar o nível zero de emissão de gás carbônico em 2040.

02/05/2022