Podem ser apresentadas até o dia 19 de julho propostas de projetos de eficiência energética para serem financiados pelo programa PEE Aneel da distribuidora Enel São Paulo, que tem total de recursos de R$ 50 milhões. Os consumidores interessados devem estar conectados na área de concessão da empresa na região metropolitana de São Paulo.

Segundo o grupo de origem italiana, o valor obrigatório e disponível para os investimentos representa aumento de 43% do montante de recursos inicialmente previsto, que era de R$ 34 milhões. A seleção está em andamento por meio da Chamada Pública de Projetos (CPP 001/2023) e está aberta a clientes públicos e privados da concessionária que tenham projetos que promovam ganhos energéticos, com foco no consumo eficiente, melhorias de instalações elétricas e ações educacionais.

Neste ano, do valor total disponível para o estado, R$ 15 milhões serão destinados a iniciativas de iluminação pública; R$ 15 milhões à área de comércio, serviços e indústria; R$ 10 milhões para poder público e serviços públicos; e R$ 10 milhões para projetos das categorias residencial e rural.

Os recursos do PEE Aneel na região de concessão da distribuidora paulista já financiaram desde 1999 cerca de R$ 1 bilhão em 419 projetos, lembrando que a Enel iniciou suas operações na região em 2018, ao adquirir as cotas da AES Eletropaulo na operação na região metropolitana.

Como exemplos recentes de projetos, entre 2019 e 2022 a Enel financiou intervenções em quatro universidades paulistas por meio do programa, com a substituição de 35,5 mil lâmpadas por modelos LED e instalação de quatro microusinas solares, com investimento de R$ 6,5 milhões. Essas obras somaram uma economia de energia estimada em 6,8 mil MWh/ano, o equivalente ao consumo anual de 3,3 mil residências.

Também vale lembrar de projeto finalizado em 2023, com investimento total de R$ 4,7 milhões, no Hospital das Clínicas de São Paulo, de modernização do sistema de iluminação, sistemas motrizes e de instalação de microusina solar. Lá foram substituídas 38,4 mil lâmpadas fluorescentes por LED e instalados 456 módulos fotovoltaicos, gerando economia estimada de 7.042,85 MWh.

Tendo como um de seus critérios o de que os projetos custem entre R$ 1 milhão e R$ 4 milhões, o edital da CPP está disponível no site https://enel-sp.chamadapublica.com.br/



Mais Notícias FOTOVOLT



BNDES libera financiamento para complexo solar Irecê 1

Com 161 MWp de potência instalada, UFV demanda investimento total de R$ 530 milhões.

19/07/2024


Neoenergia vai instalar solar e implantar LED nas Forças Armadas

Serão dez usinas solares com 2,1 MW no total e 3,6 mil lâmpadas trocadas.

19/07/2024


Solfácil capta CRIs para financiar GD solar

São R$ 750 milhões em certificados de recebíveis imobiliários, voltados para 22 mil projetos.

19/07/2024