A Power Mais, rede de franquias de integração solar fotovoltaica, de São José do Rio Preto, SP, firmou parceria com a comercializadora de energia do banco BTG Pactual para vender o serviço de migração para o Ambiente de Contratação Livre, o ACL. A ideia é permitir que todos os franqueados prospectem clientes.

“O nosso foco é captar clientes de grande porte que por motivos técnicos não contam com a viabilidade de instalação da usina solar própria, seja por questões de espaço ou elevados investimentos. Para não perder a venda, oferecemos a contratação da compra de energia do BTG, onde o cliente compra a energia mais barata que a companhia elétrica, utilizando a mesma rede de transmissão”, disse o CEO da Power Mais, Allex Gomes.

Com a parceria, a franquia, assim como vários outros novos competidores, aproveita a nova onda de migrações iniciada neste ano com a abertura do ACL para todos os consumidores de média e alta tensão do grupo A, mesmo os que tenham demanda contratada abaixo de 500 kW, que até então estavam impedidos de acessar o mercado livre. Trata-se de mercado com potencial superior a 100 mil novas unidades consumidoras.

A Power Mais vai efetuar todo o processo burocrático para realizar a transição da companhia elétrica antiga para o novo fornecedor. “Destacamos também que será necessária uma adaptação na cabine de medição do cliente final, onde deverá ser feito um investimento no valor médio de R$ 10 mil. Valor irrisório comparado ao investimento de uma usina completa e que ele pode recuperar no primeiro mês após entrar no mercado livre”, disse Gomes.

A nova oferta vai garantir ganho fixo de 20% sobre o valor da conta de luz de cada cliente. “Ou seja, se o cliente tiver uma conta com valor médio de R$ 100 mil, o franqueado irá ganhar uma comissão de R$ 10 mil uma única vez na assinatura do contrato com o BTG”, completa o CEO.



Mais Notícias FOTOVOLT



Audiência pública vai debater papel social da energia solar

Deputado sugere o debate na Câmara dos Deputados, que deve abordar políticas de garantia de acesso e eficiência energética, aí incluída a geração fotovoltaica.

23/05/2024


Primeira cooperativa de solar em favela do Brasil dobra de tamanho

Com apoio da TotalEnergies, iniciativa também instalou usina solar em ONG que assiste jovens e adultos em situação de vulnerabilidade.

23/05/2024


Luz Para Todos usa solar para chegar a mais de 150 mil consumidores

Programa federal de universalização de energia elétrica tem meta de beneficiar 2 milhões de pessoas até 2026, com solar e conexão à rede de distribuição.

23/05/2024