O preço médio da energia solar caiu 31% em 2023 no Brasil, segundo estudo realizado pela Solfácil, empresa que atua em financiamento de projetos de geração solar distribuída e em fornecimento de kits solares. A conclusão faz parte do chamado “Indicador do Radar”, que acompanha os preços da energia solar em todas as regiões do País.

O valor médio do País, que segundo o estudo era de R$ 4,22/Wp no último trimestre de 2022, caiu para R$ 2,91 por Wp no mesmo período de 2023. Segundo análise da Solfácil, a redução de 31% se deve às quedas dos preços dos equipamentos solares, do dólar e dos fretes de importação.

A região Centro-Oeste registrou o menor preço médio do País, com R$2,77 /Wp no último trimestre do ano passado, o que representou queda de 32% em relação ao mesmo período de 2022, quando o valor era de R$ 4,07/Wp. A região Sudeste teve o segundo preço mais baixo, com R$2,88/Wp, ante R$4,20 /Wp do mesmo período de 2022, uma redução de 31%.

Em terceiro aparece a região Nordeste com média de R$2,92/Wp, contra R$4,26/Wp de 2022, uma queda de 31,7%. A região Sul teve média de R$2,99 /Wp, 28% menos do que o último trimestre de 2022, quando a média era de R$4,15/Wp. Por fim, a região Norte teve preço médio de R$3,05/Wp, representando queda de 29% (R$ 4,31/Wp de 2022).

Com todos os estados registrando queda no preço médio de energia solar em 2023, os que mais tiveram redução no preço foram Sergipe (39%), Alagoas (35%), Paraíba (33%), Rio Grande do Norte (32%) e Maranhão (32%).



Mais Notícias FOTOVOLT



Audiência pública vai debater papel social da energia solar

Deputado sugere o debate na Câmara dos Deputados, que deve abordar políticas de garantia de acesso e eficiência energética, aí incluída a geração fotovoltaica.

23/05/2024


Primeira cooperativa de solar em favela do Brasil dobra de tamanho

Com apoio da TotalEnergies, iniciativa também instalou usina solar em ONG que assiste jovens e adultos em situação de vulnerabilidade.

23/05/2024


Luz Para Todos usa solar para chegar a mais de 150 mil consumidores

Programa federal de universalização de energia elétrica tem meta de beneficiar 2 milhões de pessoas até 2026, com solar e conexão à rede de distribuição.

23/05/2024