A Universidade Federal do Amapá (Unifap) iniciou dia 23 de novembro a implantação de uma miniusina solar de 554 kWp de potência no seu campus na capital do estado, Macapá. Com 1680 módulos instalados pela empresa Ownergy, o empreendimento vai ocupar uma área de 3260 metros quadrados, ao lado de uma pista de atletismo, e tem previsão de gerar anualmente 792,9 MWh, o que corresponde a 17% do consumo do campus.

Com previsão de entrar em operação em março de 2021, tendo sofrido atrasos em razão do apagão no Estado e também por causa da pandemia, a instalação será conectada à rede de média tensão da Companhia Eletricidade do Amapá (CEA), na modalidade de geração distribuída.

O projeto inicial contemplava duas etapas de implantação: uma no local da miniusina em instalação e outra nos telhados de prédios do campus. A segunda etapa, de maior potência (836 kWp), sofreu alteração e será instalada em área externa do Hospital Universitário da Unifap, com projeto da empresa Probiomas. Quando entrar em operação, elevará a autossuprimento elétrico do local para 40%. Ainda não há previsão de início das obras.

As miniusinas também terão papel educativo para os estudantes da universidade. Alunos de engenharia elétrica estão em processo de seleção para estagiarem na empresa R4 Solar, responsável pela operação da miniusina de 554 kWp.



Mais Notícias FOTOVOLT



Começa a operar maior usina FV do mundo em planície de maré

Planta usa inversores com alto índice de proteção e materiais específicos para resistir à agressividade do ambiente.

15/01/2021


Solar FV movimentou mais de R$ 13 bilhões em 2020 no Brasil

Investimentos em geração distribuída e centralizada superaram em 52% o total acumulado entre 2012 e 2019.

14/01/2021


EDP entra como sócia da Blue Sol

Grupo português pretende adquirir 40% de participação e em três anos pode ter o controle total da empresa especializada em GD solar.

14/01/2021