O banco Tribanco tem meta de dobrar em 2021 o volume de financiamentos a projetos de micro e miniusinas solares no setor comercial. Em operação desde junho de 2018, a linha destinada a clientes varejistas acumula um total de aportes de R$ 200 milhões e conta com carteira de 800 clientes em todo o País, a grande maioria de pequenos e médios varejistas do setor alimentício, com destaque para supermercados.

Além da linha de financiamento destinada a varejistas que desejam implantar seu próprio sistema de geração no telhado ou área de seu estabelecimento, o Tribanco planeja criar sua própria usina na sede em Uberlândia (MG). Com a medida, busca uma redução de 90% dos custos com energia gerados por sua operação.

 Outra estratégia do grupo é vender cotas de uma fazenda solar que a empresa tem em operação no norte de Minas Gerais, de 1,2 MW. Trata-se do projeto Energia Inteligente, voltado para clientes que não têm condições de investir em projetos próprios. Com o compartilhamento da geração distribuída, os clientes que se associam ao projeto têm garantida economia de 15% na conta de luz. Segundo comunicado do Tribanco, a fazenda solar atende aproximadamente 40 pequenos varejistas da região. Para 2021, o plano é expandir a capacidade dessa usina e criar outras, para passar a atender clientes em seis outros estados.



Mais Notícias FOTOVOLT



Começa a operar maior usina FV do mundo em planície de maré

Planta usa inversores com alto índice de proteção e materiais específicos para resistir à agressividade do ambiente.

15/01/2021


Solar FV movimentou mais de R$ 13 bilhões em 2020 no Brasil

Investimentos em geração distribuída e centralizada superaram em 52% o total acumulado entre 2012 e 2019.

14/01/2021


EDP entra como sócia da Blue Sol

Grupo português pretende adquirir 40% de participação e em três anos pode ter o controle total da empresa especializada em GD solar.

14/01/2021