Foi aberta pelo MME – Ministério de Minas e Energia consulta pública para avaliar a minuta de Portaria 790/2024 com as diretrizes para realização de leilão de sistemas isolados na região Amazônica. Publicada no Diário Oficial da União em 4 de junho, a consulta recebe contribuições até o dia 21 do mesmo mês.

A meta do leilão, que deve ocorrer em dezembro deste ano, é contratar soluções de suprimento para 15 municípios dos estados do Amazonas e do Pará, todas com 15 anos de contrato, a partir de 2027 e 2030. O certame será composto por três lotes, sendo dois na área de concessão da distribuidora Amazonas Energia e um terceiro na da Equatorial Pará. Em cada um deles, a consulta define as localidades, disponibilidade de potência requerida e os períodos de suprimento.

Como requisito principal, as soluções propostas deverão ter participação mínima de 20% de fontes renováveis na geração da energia, com ou sem sistemas de armazenamento. O percentual obrigatório só não vale para projetos que utilizarem gás natural. Se houver sistema de baterias ou outros de armazenamento, também será obrigatória a implantação de sistema de controle para permitir o uso conjugado das fontes de energia com geradores térmicos, para reduzir o consumo de combustível. Não será considerada também a participação obrigatória de biodiesel no diesel para efeito do cálculo de fonte renovável do sistema isolado.

As localidades foram escolhidas com base em análise da EPE - Empresa de Pesquisa Energética e por dados enviados pelas distribuidoras, no âmbito do Ciclo de Planejamento de Sistemas Isolados 2023 – horizonte 2024-2028. Com base na reserva de 20% de geração renovável, a meta do governo é reduzir a dependência do óleo diesel nos sistemas isolados, responsável ainda por mais de 60% da geração atual na região.

Informações sobre a consulta pública podem ser obtidas na página do MME na internet, www.gov.br/mme/pt-br, na aba de Consultas Públicas.



Mais Notícias FOTOVOLT




Copel inaugura usina solar para geração compartilhada

Em Sarandi, UFV de 6,7 MWp vai gerar créditos para cerca de 200 clientes comerciais em baixa tensão da distribuidora paranaense.

13/06/2024


Eletrobras e Prumo miram planta de H2V no Porto do Açu

Empresas assinam memorando de entendimento para avaliar implantação de unidade de hidrogênio verde no complexo portuário e industrial fluminense.

13/06/2024